sexta-feira, 21 julho, 2017
Inicio >> Território >> Brasil >> Sudeste >> Minas Gerais >> Azizi: negro, gay e periférico

Azizi: negro, gay e periférico

Azizi é um jovem belo-horizontino de 21 anos, rapper e artista visual, que se destaca no cenário do Hip-Hop por trazer a tona as questões do universo LGBTQ em suas composições.

Seus trabalhos se iniciaram em 2015 com o lançamento do disco “Desafio Duplo” encabeçado pelo single “Agressive Spit” produzido e lançado de forma independente pelos estúdios Concatena e Produto Novo.

Nessa época Azizi era conhecido com ‘Izaque Bohr’ e a partir do ano passado tornou a usar seu nome de MC. Em sua trajetória o rapper participou de diversos eventos culturais em Minas Gerais, como a Semana Hip Hop de BH (2015 e 2016), Duelo de Vogue vs Duelo de Mcs (2015), Festival de Cenas Curtas no Galpão Cine Horto (2016) e Temporada Festival de Arte Negra (2016) e possui faixas nas coletâneas “Ano Dois” da Produto Novo e “Volume I” da Gangstar Klam, além de colaborações em discos de outros artistas.

Atualmente ele é integrante do coletivo “Projeto Periféricxs” no qual também foi idealizador. Azizi trás minunciosamente em suas performances os diálogos de sua militância enquanto negro, gay e periférico, fazendo uma crítica as opressões do sistema e exclusões sociais que vivencia em seu cotidiano.

O trabalho

Azizi
Azizi

No dia 03 de fevereiro, Azizi MC lançou seu primeiro trabalho em vídeo no canal do Youtube, interpretando o verso “Rap de Viado”. No qual fala sobre o preconceito que enfrenta ao se impor como rapper em um ambiente marcado pelo machismo e homofobia.

Ele retrata também uma ascensão da comunidade LGBT no cenário do rap nacional e salda a importância dessas pessoas começarem a ter voz ativa nesses espaços como uma alternativa para confrontar a discriminação social e o preconceito.

Azizi não se deixa levar por ofensas ou falas intimidadoras de pessoas que se declaram contra gays fazerem rap e mostra que pessoas LGBT são tão capazes de fazer uma boa rima quanto os demais rappers heterossexuais.

O video foi produzido por Caroline Andrade, cantora, produtora, fotografa, militante negra e travesti, que trabalhou nas imagens especificamente os aspectos que remetem a diversidade sexual e a liberdade de expressão do corpo como força política em vivências de periferia. No elenco do vídeo participaram as modelxs Sara Caroline, Ynaê Eliza e também o rapper Jeff da Independent Money Gang. As imagens foram gravadas em Janeiro desse ano em Belo Horizonte.

Para além desse web-video o artista prepara um novo material com previsão de lançamento pro final do mês que vem, acompanhem pelas redes sociais:

SAIBA MAIS
http://facebook.com/azizi.inn
http://instagram.com/azizi.mc
http://twitter.com/azizimc_
http://soundcloud.com/azizimc

Sobre Hulle Brasil

Hulle Brasil é uma startap que potencializa artistas e trabalha com base em três pilares: TERRITÓRIO, ETNIA & GÊNERO. Aqui no Portal Enraizados, nossa equipe gera conteúdo a partir destes pilares.

Além disso, veja

Enraizados realizada painel de graffiti em Campo Belo, Nova Iguaçu

No último sábado, dia 15 de julho, aconteceu inauguração da praça na comunidade de Campo …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here