GROSFOGUEL, Ramón @ Para descolonizar os estudos… – transmodernidade, pensamento de fronteira e colonialidade global


Será que podemos criar uma política anticapitalista radical que vá além da política identitária?
Será possível formular um cosmopolitismo crítico que vá além do nacionalismo e do colonialismo?
Será que podemos criar conhecimentos que vão além dos fundamentalismos terceiro-mundistas e eurocêntricos?
Será que podemos superar a tradicional dicotomia entre economia política e estudos culturais?
Será que podemos transpor o reducionismo económico e o culturalismo?
Como podemos nós ultrapassar a modernidade eurocêntrica sem desperdiçar o melhor da modernidade, como fizeram muitos fundamentalistas do Terceiro Mundo?

Neste artigo, proponho que uma perspectiva epistémica proveniente do lado subalterno da diferença colonial trará um grande contributo a este debate.

Pode contribuir para a criação de uma perspectiva crítica capaz de transcender as dicotomias delineadas e para a redefinição do capitalismo enquanto sistema-mundo.

  • Version
  • Download 7
  • File Size 268.22 KB
  • File Count 1
  • Create Date 02/03/2019
  • Last Updated 02/03/2019

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

Ciclo de Extensão “Territórios e culturas: diálogos dos povos e comunidades tradicionais com as periferias urbanas no RJ”

O Ciclo propõe um diálogo de saberes entre as práticas e experiências dos chamados povos …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here