ONG oferece tratamento psicoterapêutico gratuito para jovens em situação de violência doméstica e risco social, em Nova Iguaçu e no Rio de Janeiro

O projeto Oficina da Palavra: Construindo Histórias, tem como objetivo principal promover uma mudança no quadro de violência doméstica, violência urbana e risco social, desenvolvendo um trabalho clínico através do tratamento psicoterapêutico orientado pela psicanálise, além de um trabalho junto aos profissionais de diferentes campos de atuação que em sua prática lidam com a violência.

No cerne do trabalho clínico do projeto reside a importância de oferecer um lugar de palavra que possibilite que cada um fale da situação de violência na qual se encontra. Essas situações são muitas vezes vivenciadas de maneira traumática pelos envolvidos, e nesse sentido recolher seus efeitos subjetivos é fundamental para a possibilidade de elaboração e de construção de novos caminhos em sua vida social familiar.

A problemática da violência se faz presente no cotidiano de profissionais de diversas áreas como: educação, saúde, assistência social, justiça, cultura e conselhos tutelares.

A proposta do projeto é realizar um trabalho articulado com os profissionais dessas redes, buscando oferecer um suporte tanto no encaminhamento de casos para o atendimento quanto em relação às dificuldades do trabalho, visando construir alternativas e estratégias de intervenção.

Principais ações

  • Atendimento psicoterapêutico individual à primeira infância (0 a 6 anos), crianças, adolescentes, jovens e autores de agressão;
  • Acompanhamento psicossocial dos familiares e/ou responsáveis dos pacientes atendidos;
  • Suporte aos profissionais da rede de justiça, Assistência Social, Educação, Saúde e Conselhos Tutelares que atuam nas situações de violência e risco social;
  • Projeto de extensão “Oficina de Palavra – Formação em Violência Doméstica” em parceria com o Instituto de Psicologia – Universidade Federal Fluminense”.
  • Oficinas de #RapLab para adolescentes e jovens realizadas pelo Instituto Enraizados;

Como encaminhar para o atendimento

O profissional que identificar uma situação de violência e/ou risco social que necessite de atendimento psicoterapêutico individual poderá entrar em contato com o NAV através dos telefones:

POLO NOVA IGUAÇU

Rua Maria Adelaide de Carvalho, 20, Sala 1002, Centro, Nova Iguaçu.
(21)9.9259-9040
Áreas Prioritárias: Adrianópolis, Tinguá, Vila de Cava e demais bairros.

POLO RIO DE JANEIRO

Av Presidente Vargas, 482, sala 809 (Entrada pela rua Miguel Couto), Centro , Rio de Janeiro.
Telefone: (21)9.9262-5434
Áreas Prioritárias: Caju, Centro, Manguinhos e Maré.

 

O projeto Oficina da Palavra é uma realização do NAV – Núcleo de Atenção à Violência – com patrocínio da Petrobras, e é realizado em dois polos: um no Rio de Janeiro e um em Nova Iguaçu.

O NAV é uma organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que inciou suas atividades em 1996 atuando nas situações de violência doméstica – negligência, violência física, psicológica e sexual – e risco social.

SERVIÇO

www.nav.org.br

www.facebook.com/nucleodeatencaoaviolencia

www.instagram.com/nucleodeatencaoaviolencia

navoficinadapalavra@gmail.com

Sobre Hulle Brasil

Hulle Brasil é uma startap que potencializa artistas e trabalha com base em três pilares: TERRITÓRIO, ETNIA & GÊNERO. Aqui no Portal Enraizados, nossa equipe gera conteúdo a partir destes pilares.

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here