Entrevista com Dudu de Morro Agudo sobre o projeto Enraizados na Arte

Hoje a noite perguntei no twitter se alguém tinha alguma dúvida sobre o projeto Enraizados na Arte, recebi algumas perguntas bem legais que estou publicando aqui, pois talvez seja a dúvida de muitos.

Lembro que mais perguntas podem ser feitas através de comentários, prometo que responderei a todas elas durante esta semana que antecede a festa de formatura.

Twitter – Como que surgiu a idéia do Projeto Enraizados na Arte?

Dudu de Morro Agudo – O Movimento Enraizados executava um projeto chamado Enraizados na Arte, pela Prefeitura de Nova Iguaçu, mas acabou o recurso da Prefeitura e o projeto deveria encerrar. Mas nós decidimos continuar com o projeto, mas mudar de nome, sendo assim o projeto se transformou em Enraizadinhos. Simultâneamente escrevemos um projeto de nome Enraizados na Arte, que era mais complexo que os anteriores, e inscrevemos no edital da Petrobrás. Graças a Deus fomos contemplados e conseguimos executar esta nova fase do projeto.

Como foi feita a seleção dos profissionais?

Eu sou o coordenador deste projeto, mas coordeno a instituição junto com o Luiz Carlos Dumontt. Eu gosto de trabalhar com pessoas que conheço, por isso escolhi o nome de algumas pessoas e mostrei para o Dumontt, para ver se ele concordava. Algumas pessoas foi ele quem indicou e eu também aceitei. Com todos os nomes escolhidos chamamos um por um, para uma espécie de entrevista, depois todos passaram juntos por uma imersão para conhecer os princípios da instituição e as características e objetivos do projeto.

Qual é a didática de ensino? Existe um padrão?

Tentamos fazer um padrão para fazer a escola funcionar, onde dependíamos o tempo inteiro de os instrutores enviarem planos de aula e sugestões de atividades que pederiam ser implementadas no decorrer do projeto. Documentamos tudo para que em uma próxima fase possamos usar as coisas que deram certo e abolir as que deram erradas. O padrão estabelecido foi apenas no tempo de aula, número de participantes… pois entendemos que cada curso tem suas especificidades.

Visita do rapper Slow da BF

Como é que feito o estudo do Homenageado do mês?

Como os participantes não conheciam bem os artistas do hip hop, a equipe é quem sugeria os nomes e corriam atrás para fazer os convites. Conseguimos trazer pessoas muito importantes, inclusive de outros estados, pois tínhamos um recurso de R$400,00 para ajuda de custo.

Depois que estava definido o convidado do mês, as crianças e adolescentes estudavam sobre sua vida e sua obra, isso sempre era nas aulas de Militância. Durante as aulas técnicas eles preparavam um material ou uma performance para apresentar ao homenageado.

De que forma o aprendizado das oficinas influencia no dia a dia das crianças?

Isso depende do ponto de vista de cada um. Talvez os pais dos participantes é que possam responder isso com mais propriedade. Porém o objetivo do projeto era de formar, além de artistas, cidadãos mais comprometidos com a sociedade, pessoas questionadoras. Essas coisas são características das aulas de Militância e de Cultura de Direitos.

Nas aulas técnicas acredito que alguns aprendem a importância da disciplina e experimentam e exploram sua capacidade de criar.

Qual a importância do projeto para instituição?

Para a instituição esse projeto foi importante principalmente pela ronovação, pois estamos formando novos militantes comprometidos com a nossa causa.

ENTENDA UM POUCO MAIS: http://enraizados.org.br/naarte/?p=5356

CURTA A PÁGINA: https://www.facebook.com/enraizadosnaarte

PARTICIPE DO EVENTO: https://www.facebook.com/events/510144415679426/

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, escritor e empreendedor social. Um perito em transformar sonhos em realidade.

Além disso, veja

De Rap Ente BF: Slow da BF compõe músicas em homenagem a oito lideranças da Baixada Fluminense

Talvez você não conheça o Luiz Claudio, mas certamente, se é do meio hip hop, …

01 comentário

  1. Como o Projeto Enraizados na Arte se articula com a Rádio Enraizados?
    Você fala de renovação. Como os Enraizadinhos podem contribuir no desenvolvimento da rádio, na construção da grade de programação e na ampliação dos ouvintes?

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here