Ciclo de Extensão “Territórios e culturas: diálogos dos povos e comunidades tradicionais com as periferias urbanas no RJ”

O Ciclo propõe um diálogo de saberes entre as práticas e experiências dos chamados povos e comunidades tradicionais no estado do Rio de Janeiro – destacando-se a presença indígena, caiçara, quilombola – e dos pequenos agricultores, com projetos e ações realizados nas periferias urbanas.

Os encontros serão divididos em seis momentos: uma aula inaugural, quatro palestras – no auditório do IFRJ Nilópolis – e um trabalho de campo, que será realizado no município de Paraty, localizado no litoral sul do estado.

Desdobramento do Ciclo de Extensão em História, Memória e Cultura Indígena (realizado entre o segundo semestre de 2018 e o primeiro semestre de 2019, no próprio IFRJ Nilópolis), esta nova versão amplia o foco de análise para uma escala mais ampla, envolvendo além dos indígenas, outros povos e comunidades tradicionais e pequenos agricultores do estado.

O Ciclo Territórios e Culturas é realizado pelo NEABI, Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas, com o fomento e apoio da COEXCoordenação de Extensão, do IFRJ Campus Nilópolis (EDITAL INTERNO N° 11/2019 – IFRJ Nilópolis).

Esta edição está sendo co-realizada com o Fórum das Comunidades Tradicionais Angra-Paraty-Ubatuba e com o Observatório dos Territórios Saudáveis e Sustentáveis da BocainaOTSS – parceria do Fórum com a Fiocruze tem as parcerias do Movimento dos Pequenos AgricultoresMPA e do espaço Raízes do Brasil, além do Núcleo de Criação Audiovisual – NUCA, do IFRJ Nilópolis.

PROGRAMAÇÃO:
Sextas, 13h30 às 17h30 – Auditório do IFRJ Nilópolis

13 de Março de 2020
ABERTURA com Fabiana Almeida (Diretora de Ensino de Graduação e Pós-graduação – IFRJ Nilópolis), Indira Alves (Observatório dos Territórios Saudáveis e Sustentáveis da Bocaina – OTSS/Fiocruz), Alexandre Pimentell e Affonso Pereira (coordenadores do ciclo e professores do IFRJ Nilópolis).

AULA INAUGURAL com Carlos Walter Porto-Gonçalves (Geógrafo, professor titular do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense).

20 Março de 2020
CARTOGRAFIA SOCIAL E A DEFESA DOS TERRITÓRIOS com Santiago Bernardes (Observatório dos Territórios Saudáveis e Sustentáveis da Bocaina-OTSS) e Fransergio Goulart (Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial).

03 Abril de 2020
TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA: PROTAGONISMO DE NARRATIVA E GERAÇÃO DE RENDA com Daniele Elias (Rede Nhadereko/Fórum das Comunidades Tradicionais Angra-Paraty-Ubatuba) e Cosme Felippsen (Rolé dos Favelados/Morro da Providência).

15 de Maio de 2020
EDUCAÇÃO DIFERENCIADA: CONSTRUÇÃO DE AUTONOMIA E RECONHECIMENTO DE SABERES com Fabiana Ramos (Coletivo de Educação Diferenciada/Fórum das Comunidades Tradicionais Angra-Paraty-Ubatuba) e Dudu De Morro Agudo (RapLab/Instituto Enraizados).

26 de Junho de 2020
AGROECOLOGIA: DIÁLOGOS NA CONSTRUÇÃO DE TERRITÓRIOS SAUDÁVEIS com representantes do Observatório dos Territórios Saudáveis e Sustentáveis da Bocaina-OTSS / Fórum das Comunidades Tradicionais Angra-Paraty-Ubatuba e Beto Palmeira (Raízes do Brasil e Coordenação Nacional do MPA – Movimento dos Pequenos Agricultores).

27 de Junho de 2020
TRABALHO DE CAMPO EM PARATY – Visita ao Quilombo do Campinho e roda de conversa com integrantes indígenas, caiçaras e quilombolas do Fórum das Comunidades Tradicionais Angra-Paraty-Ubatuba.

 

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

DJ Dorgo

DJ Dorgo se apresentará domingo (10), ao lado de grandes nomes do rap, em prol das vítimas das enchentes da Baixada Fluminense

Na última sexta-feria (01) uma tempestade colocou toda a Baixada Fluminense em estado de alerta, …

Deixe um comentário