Entrevista com Tiago do Novo Cinema Marginal

O “Novo Cinema Marginal” é um Coletivo Audiovisual, de Mesquita, Rio de Janeiro, que vem fazendo intervenções culturais dentro e fora da Baixada Fluminense, produziu o filme “Tambores e Metais, é hora de verdejar”, documentário que traz um olhar diferenciado sobre o Complexo do Alemão, onde se vê a luta pela preservação de um lago que nasceu da exploração gananciosa de uma pedreira.

O MC Marcão, de Mesquita, esteve presente na exibição e lançamento do documentário, no Centro Cultural Banco do Brasil, onde também foram apresentadas outras obras e entrevistou Tiago Araújo, diretor geral do Coletivo:

A ENTREVISTA ABAIXO FOI CEDIDA PELO BLOG MAIS DE MARCUS
(
http://maisdemarcus.blogspot.com/)

Marcão: O que é o NCM? E qual é o seu objetivo?
Tiago: Uma ideologia política e artística que se fundamenta nas questões afro-centradas, ambientais e sociais. Nosso objetivo é dar visibilidade a todas as pessoas que possuem um trabalho, ou apenas com o ideal de transformação artística e cultural. A nossa missão é manter as bases com os mais velhos e fazer um elo com os mais novos, e vice-versa.

Atualmente, quem faz parte do NCM?
Todas as pessoas que se dispõem a ajudar o coletivo

E qual o público alvo dos projetos desenvolvidos pelo coletivo?
O público-alvo é o povo para o povo.

Além de do cinema, quais são as intervenções culturais com que o NCM trabalha?
Trabalhamos com audiovisual, rádio, videoclipes, etc.

E qual foi o ponto de partida? Como nasceu o projeto?
Nasceu de um convite da produtora do Verdejar, Marcele Felipe, que pediu que eu filmasse o protesto do laguinho azul no Complexo do Alemão.
Chegando lá, percebi que era um largo enorme, com aproximadamente 800 m². Esse lago nasceu da exploração gananciosa de uma pedreira. Vi que o protesto não era convencional. Era um protesto artístico, onde encontrei a Orquestra Voadora, o MC Playboy, outros grupos que não apareceram no filme, os moradores do Complexo do Alemão, Projetos Verdejar e Raízes do Movimento…

Qual foi o Material Utilizado?
Eu estava com uma headcam, com um ponto de bateria e uma fita usada [risos]… E com essa estrutura, tive que optar por filmar depoimentos ou somente imagens do protesto.
Optei pelas imagens e dias depois o material foi editado, e inscrito no CINECUFA.

O projeto andou com as próprias pernas ou recebeu apoio/colaboração de outros movimentos culturais?
Contamos com apoio, parcerias e meios de divulgação:
Realização: NCM em parceria com o Setor BF
Fotografia: Tiago Araújo
Direção de Áudio: Nego Joe
Produção Geral: Ventolídio José
Produção Executiva: Vinicius Mesquita
Produção: Marcele Felipe
Produção Executiva
Edição: Isac Maia
Pós-Produção e Divulgação: “Los Tchatchos” e Geração Delírio

Algum Agradecimento?
Agradecimento Especial: ONG Verdejar de proteção ambiental e humanismo.
Apoio: Movimento Negro Unificado, Comp – Mesquita e Movimento Negro de Mesquita.

Qual mensagem você quer passar para as pessoas através do NCM?
Gostaria de deixar a mensagem para toda a população, que apóiem e que sejam artistas em todas as áreas, principalmente os cineastas.
E lembrem-se: “Nada é tão complicado que o Novo Cinema Marginal não possa desenrolar.”

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

DJ Dorgo

DJ Dorgo se apresentará domingo (10), ao lado de grandes nomes do rap, em prol das vítimas das enchentes da Baixada Fluminense

Na última sexta-feria (01) uma tempestade colocou toda a Baixada Fluminense em estado de alerta, …

01 comentário

  1. Pode crer… muito show isso aí!!

    São guerreiros que buscam fomentar a cultura marginal, de modo que, ela se torne protagonista em nosso meio!!

    Essa parada!!!

    @PetterMC

Deixe um comentário