Entrevista exclusiva com o rapper mineiro Lindomar 3L

Lindomar 3L é um dos mc’s mais famosos de Minas Gerais, considerado por muitos, como uma das maiores revelações do rap brasileiro desses últimos anos. Com o seu “jeito mineiro” de cantar, influenciado pela música sertaneja de raiz, o jovem Art’vista (artista e ativista), se tornou a maior referência do rap do interior de Minas.

Entre 2006 e 2007, Lindomar 3L foi apresentado ao cenário nacional do rap ao participar do premiado CD “Aviso às Gerações”, do rapper brasiliense GOG, com quem fez shows por várias cidades brasileiras e participou da gravação do CD e DVD ao vivo “Cartal Bomba Postal”, ao lado de grandes artistas, como: Lenine, Maria Rita, Gerson King Combo, Paulo Diniz, entre outros.

Em 2009, Lindomar 3L lança o seu site oficial www.lindomar3l.com.br em parceria com o carioca Fábio Araújo, que é um dos membros de sua equipe “3L Produções”, e também volta atuar como “Educador Popular”, desenvolvendo uma oficina de rap (algo que não fazia desde 2006), em sua comunidade “Vila Esperança”, através do Programa de Controle de Homicídios do Governo de Minas Gerais “Fica Vivo!”

Além de tudo isso, Lindomar 3L é escritor e poeta, e foi convidado para participar e representar o seu estado, com duas obras de sua autoria (um conto e uma poesia), na coletânea literária “Pelas Periferias do Brasil Volume 3”, lançada pelo renomado escritor Alessandro Buzo.

Salve Lindomar, é uma grande satisfação para nós do Portal Enraizados estarmos realizando essa entrevista, que na verdade é uma troca de ideia entre irmãos, sem maiores formalidades. Então vamos que vamos, meu parceiro!
3L:
Salve, salve meu povo “bão”! A satisfação é toda minha!Vamos que vamos uai!

Mano, você como um dos rappers mais famosos de MG,  reconhecido em todo o Brasil com sua regionalidade e identidade caipira, sente o peso da reponsabilidade em representar os seus conterrâneos diante do microfone? Como você lida com isso?
3L:
Com certeza, afinal de contas as ruas mineiras estão olhando e eu não posso vacilar. Mas eu acredito que eu consegui conquistar a credibilidade e o respeito das ruas que eu represento, portanto eu lido tranquilamente com esta responsabilidade, apesar de que eu ainda acho que é muito compromisso pra um caipira só!

No videoclipe da música “Tem que ser humilde”, do seu disco “Das ruas mineiras” é possível ver a sua forte ligação com a comunidade onde cresceu (Vila Esperança – Uberaba). O que isso representou para sua comunidade, você se vê como um forte referencial dentro  dela?
3L:
Já tem quase um ano que o clipe foi lançado e até hoje a minha comunidade comenta sobre o vídeo, quase toda semana acontece de uma criança, um jovem ou até mesmo um idoso me parabenizar pelo clipe que apresenta ao mundo a minha humilde Vila Esperança. Realmente o vídeo clipe foi muito significativo para minha comunidade, que graças ao meu trabalho, me vê sim como uma boa referência.

Como funciona o projeto socioeducativo, no qual você desenvolve uma oficina de rap em sua comunidade?
3L:
O projeto se chama “Fica Vivo!”, um programa de controle de homicídios do Governo de Minas, que atua em áreas de risco, com jovens de 12 a 24 anos. Eu atuo no programa como Educador Popular, desenvolvendo uma oficina de rap e um sarau de poesias, trabalhando principalmente com temas relacionados com a prevenção à criminalidade e segurança pública.

Como você concilia a vida de artista com a de ativista?
3L:
Eu me considero um Art’vista (artista e ativista). E sendo um Art’vista não preciso conciliar a vida de artista com a de ativista, pois as duas se tornam uma só e com os mesmos objetivos.

Falando de seu disco “Das ruas mineiras” lançado em 2008, como surgiu e como se deu a realização desse projeto?
3L:
Tudo começou em 2004, quando tive a oportunidade de mostrar o meu som ao GOG e assinar um contrato com a gravadora “Só Balanço”. Em 2006 fui convidado para participar do cd “Aviso às Gerações” e comecei a produção do meu disco com o Ariel “Haller” Feitosa. Em 2007 me tornei MC de Apoio do GOG e prossegui com as produções do meu cd, que foi gravado em fevereiro de 2008 e lançado em julho de 2008. Um grande sonho realizado!

Rapper, palestrante, ativista, poeta e escritor. Dizem que você é um artista completo. E você como se define?
3L:
Definir-se é limitar-se! Sou apenas um art’vista (artista e ativista) sem limitações e um eterno aprendiz em construção.

Levadas diferentes e letras que tratam de diversos temas pessoais, fazem de seus raps um estilo próprio e impossível de ser taxado como gangsta, underground, gospel, etc… Fale um pouco sobre isso.
3L:
Minhas letras apenas registram as coisas que eu vivencio e as minhas levadas se criam conforme o sentimento de cada música. Sou um franco rimador, por isso curto ser autobiográfico em minhas composições, para que soem com sinceridade e para eu não ser sujeitado a rótulos, como esses que você citou por exemplo.

Mano, eu tenho acompanhado seu twitter e você anda publicando sobre o “Boêmio Vagabundo”, nova música onde você irá assumir um personagem. Você pode nos adiantar um pouco sobre o que será o “Boêmio Vagabundo”?
3L:
Como eu já disse, eu curto registrar as coisas que eu passo na vida, e num passado recente, eu passei por uma fase de muita boemia e acabei me tornando literalmente um “Boêmio Vagabundo”.  Foi uma fase difícil, mas que também foi repleta de novas experiências, às quais eu quero compartilhar com o mundo, e para que isso seja feito com naturalidade, decidi criar o personagem “Boêmio Vagabundo”, que é completamente diferente do Lindomar 3L.  Em breve todos saberão melhor o que eu estou querendo dizer, aguardem!

Quais projetos você desenvolve hoje?
3L:
No momento estou apenas desenvolvendo uma oficina de rap e um sarau de poesias em minha comunidade, além do meu trabalho musical é claro.

Quais são suas projeções pro futuro?
3L:
Quero me mudar para São Paulo com a minha esposa para expandir o meu trabalho por lá, lançar o primeiro disco do meu personagem “Boêmio Vagabundo” e o segundo disco do 3L, que já estão em fase de criação e produção. Quero também lançar através da minha equipe 3L Produções, os trabalhos musicais dos novos talentos de Minas Gerais, como o Paulo MC, por exemplo, que é o meu MC de Apoio. E quero também poder aposentar o meu pai, que aos 60 anos, ainda trabalha praticamente de segunda a segunda como pedreiro.

Lindomar, muito obrigado por sua atenção. Você quer deixar alguma mensagem pro mano ou mina que está lendo a matéria?
3L:
Eu que agradeço e em prova do meu agradecimento queria deixar uma mensagem de Nelson Mandela para todos vocês, meus amados:

“Eu não sou amado porque eu sou bom, eu sou bom porque eu sou amado”

“Tamo junto uai!’

Lindomar 3L

Quer saber mais sobre o rapper Lindomar 3L?
Acesse: www.lindomar3l.com.br
@Lindomar3L

Sobre @PetterMC

Rapper, jornalista, pesquisador e videomaker. Head na Agência #TudoNosso e tutor de projetos de comunicação na Agência de Redes para Juventude. Escreve sua coluna no #PortalEnraizados todas as quartas.

Além disso, veja

Um mês sem curtir, e aí?

Não mais gente mutilada. Não mais gatinhos sendo maltratados. Não mais acidentes fatais envolvendo motociclistas - o que me perturba muito!

7 comentários

  1. Talento que merece ser conhecido por todo o país.
    Canta muito esse mineiro e encanta a humildade dele.
    Parabéns ao Portal pela entrevista.
    Um salve pro Lindomar 3L!!!

  2. Po esse mineiro tem lugar reservado no meu coração pra sempre! irmão, parceiro, professor…

    Tamo junto uai!!!

    SOMOS1 familia!

  3. Salve Lindomar 3L, Muita fé e muito sucesso!! Parabéns pela entrevista e pelo trabalho!

  4. PARABÉNS CARA POR LEVAR O NOME DE MINAS PRA VARIOS LUGARES DO BRASIL! SUCESSO SEMPREMEU CAMARADA!

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here