segunda-feira, 15 abril, 2024

Faça sua benfeitoria, ajude o circo “Crescer e Viver”

E aê fiel leitor(a) do Portal Enraizados, acredito que você já conheça o circo “Crescer e Viver”, mas caso não conheça vou tomar a liberdade de apresentar-lhe.

O Crescer e Viver é um circo que fica situado em frente a estação do metrô Praça Onze, na Cidade Nova, no centro do Rio de Janeiro, é coordenado pelo meu brother Junior Perim, autor do livro Panfleto, e este ano completa 10 anos de atividade ininterrupta.

A lona do circo já tem mais de cinco anos e apresenta sinais de deterioração, comprometendo as atividades que acontecem na instituição. E é aí que você entra parceiro(a)!!! Juntos podemos ajudar a comprar uma nova lona para o picadeiro, contribuindo com quantias a partir de R$10 através do site Benfeitoria.com, e você receberá um retorno simbólico em troca de sua contribuição.

Galera, o prazo está acabando, faltam apenas 20 dias, eu já contribuí!!

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=jrrm8W3cQV0′]

Saiba mais de como participar acessando aqui:
http://benfeitoria.com/crescereviver

 

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

O papel da educação clandestina na formação Política

Este texto reflete sobre o conceito de "Educação Clandestina", destacando sua abordagem contrária ao ensino formal. Explora as lacunas do sistema educacional brasileiro, particularmente em relação à alfabetização e ao letramento nas escolas periféricas. Descreve como movimentos sociais reúnem conhecimentos diversos, ausentes das instituições formais, promovendo uma troca que desafia o status quo. Aponta a importância da conscientização política e da ação crítica na transformação da realidade. Destaca a educação clandestina como um processo contínuo de formação política, capaz de despertar indivíduos para a realidade e capacitá-los a questionar, refletir e agir em prol da mudança social.

Deixe um comentário