quarta-feira, 24 julho, 2024

Quem sabe canta, quem não sabe dança!

Eis aí uma frase que corresponde com a realidade. Não vemos os grandes cantores e cantoras se valerem da dança como parte indispensável de seus shows.

Por outro lado, artistas de “talento duvidoso” se utilizam desse e de outros artifícios como compensação. Dentro do rap não é diferente, temos os “MC’s bombados” que cantam sem camisa, temos as “MC’s saia-curta” que também usam seus corpos como atrativo.

Junto a isso temos a futilidade de se ocuparem “somente” em falar de maconha, relacionamentos amorosos e baladas.

Fiz essa introdução para falar de Shadia Mansour, que é conhecida como a primeira-dama do rap árabe. Shadia nasceu em Londres, mas seus pais são palestinos. Ela começou a rimar nos protestos e manifestações palestinas, suas letras também falam da opressão sofrida pelas mulheres.

Pasme, ela não precisa usar “poucos panos” para se destacar. E is aí, uma MC com conteúdo, semelhante a saudosa Dina Di.

Dina Di? já ouviram falar? Acredito que não!

Sobre Átomo

Além disso, veja

Autodestruição

De um lado, cento e trinta e seis policiais mortos em 2017. Do outro, é …

Deixe um comentário