Rolou ontem o Oitavo Tributo ao Sabotage

Na madrugada de sábado (25) para domingo (26), na Favela do Paraisópolis – segunda maior de SP – no coração do Morumbi, no Campo do Palmerinha, aconteceu a 8ª edição do “Tributo a Sabotage”, organizado pela Brooklin Sul e com apresentação do Daniel Locutor Número 1 e o Kiko Latino.

Alessandro Buzo, integrando o bonde do Rappin Hood pisou – emocionado – na favela ao som da música “O Trem” cantada por Sandrão (RZO).

Buzo comenta que lembrou dos velhos tempos, quando chegava nas festas e via o grupo RZO no palco.

A família do Sabota estava presente. Anderson, Tamires (seus filhos) e a ex-esposa. A festa estava pela ordem, referenciando o MAESTRO DO CANÃO e seus filhos, que aliás eles cantaram Sabotage, mas somente quem estava ali presente às 4h da manhã pôde conferir, ou melhor, pôde ter o privilégio de ver os SABOTINHAS rimando.

Muitos grupos, de diversas quebradas estiveram presentes, como o FUNÇÃO RHK: – Ladrão que é ladrão …segura os B.O.

Fechando a festa, com o dia amanhecendo, às 5:30h, sobe ao palco Rappin Hood, cantando Rap Du Bom, apresentado por Alessandro Buzo, que após fazer uma poesia convida o rapper.

Para conferir a matéria na integra, com todas as fotos acesse:
http://www.buzo10.blogspot.com/

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, escritor e empreendedor social. Um perito em transformar sonhos em realidade.

Além disso, veja

FML: As histórias do hip hop da Baixada Fluminense

Eu me chamo Fagner Medeiros de Lima, e no graffiti eu assino FML, porque na …

01 comentário

  1. nao tenho muitas palavras maestro sabota paz

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here