03 motivos e 03 maneiras de registrar sua música

Pra quem não tá ligado(a), comecei a fazer um programa pra web voltado para “música, empreendedorismo e tecnologia”. No primeiro programa falei sobre como ganhar dinheiro com sua música na internet, mas recebi mensagens me perguntando como registrar a música, sendo assim revolvi fazer este programa abordando esse assunto que deixa tantos artistas em dúvida.

Existem três motivos – ou mais – para você registrar sua música e 03 maneiras – ou mais – de se fazer isso.

Meu objetivo com essa coluna não é falar da complexidade dos Direitos Autorais, mas informar da forma mais simples possível as formas e a importância em termos nossa música registrada.

MOTIVOS:

01 – Garantir todos os seus direitos: Quase sempre vemos problemas relacionados a direitos autorais, principalmente relacionado a artistas midiáticos. O último que lembro foi sobre a música “Ai se eu te pego”, do Michel Teló, que tocou em tudo quanto é lugar do mundo, mas depois descobriram que foram duas estudantes, Karine Assis Vinagre e Amanda Grasiele Mesquita Teixeira da Cruz, que fizeram parte da letra. Elas entraram com uma ação é contra Sharon Acioly e Antônio Dyggs, que registraram a música, e também contra a Editora Musical Panttanal Ltda, a Teló Produções, a gravadora Som Livre, a Apple Computer do Brasil e o próprio Michel Teló.

Elas demoraram, mas conseguiram provar que o som era delas, graças a um vídeo do youtube, gravado em um show de Sharon Acioly, onde ela diz que foram as meninas que fizeram a música.

Só pra gente entender. Se as meninas tivessem registrado a música, nada disso teria acontecido, porém elas não acreditaram – e nem eu acreditaria – que aquela música faria o sucesso que fez, sendo assim, registre todas as suas músicas, pois somente a “Ai se eu te pego” rendeu mais de 10 milhões de reais.

02 – Registrar a melodia – As vezes, a música chama mais atenção do que a letra.  É um grude. Lembra da música Vagalume, do grupo Pollo? Tem gente que não tem ideia do que diz a letra da música, mas a melodia do refrão nos persegue.

Sendo assim, registrar uma melodia é tão importante quanto registrar uma letra, pois sem a melodia, a música Vagalume não vale de nada. Sim, é possível registrar somente a melodia.

03 – Registrar o fonograma – Tem gente que não sabe o que é o fonograma. Fonograma é a gravação, a música gravada. O registro de um fonograma é o ISRC, que só pode ser feito por um produtor fonográfico. Ele garante que você receberá os direitos conexos se houver execução pública da sua música. Como exemplo, posso falar novamente da música “Ai se eu te pego” e da música “Vagalume”, que tocaram na rádio, na televisão, foram cantadas em shows por outros artistas e etc… Tudo isso é revertido em dinheiro e se os “proprietários” não houvessem registrado, essa grana estaria no ECAD e depois de cinco anos, se não aparecesse o dono, hehehehe, sumiria.

MANEIRAS:

01 – Biblioteca Nacional – A primeira forma de registrar a sua música, poesia e/ou letra, é através da Biblioteca Nacional. O ideal é você comparecer à Rua da Imprensa, nº. 16 – 12º andar, Castelo – Rio de Janeiro. Lá eles vão te dar o “Formulário de Requerimento de Registro” para você preencher e vão gerar o GRU para você pagar no Banco do Brasil. 

O valor para o registro é R$20, não importando se você vai registrar 01 ou 100, o valor é o mesmo.

02 – UBC – registro de obra – A UBC faz parte do colegiado que integra o ECAD, são dez instituições de todo o Brasil. Lá você pode registrar sua obra de maneira muito simples e de graça. É ainda mais fácil registrar do que na Biblioteca Nacional, pois na Biblioteca Nacional, para registrar uma melodia, você precisa levar uma partitura, nas UBC basta enviar um MP3 com a melodia.

03 – UBC – registro do fonograma – Na UBC é possível registrar também o fonograma, mas você precisar te um cadastro de produtor fonográfico.

O ideal é que você faça todos os registros possíveis, lembrando que tem muito pilantra oferecendo servições na internet e cobrando absurdos para fazer um serviço que você ou não gastaria nada ou gastaria muito pouco.

Qualquer dúvida é só me chamar nos comentários ou me enviar um email dududemorroagudo@gmail.com

SAIBA MAIS

http://www.ubc.org.br

http://www.bn.br/portal

Sobre @dudumorroagudo

Rapper, empreendedor e coordenador do Movimento Enraizados.

Além disso, veja

A bolha que causa uma falsa impressão do hip hop

Os artistas fake do hip hop prejudicam os que querem trabalhar com profissionalismo Olá leitores …

12 comentários

  1. Mt bom ! Importante e ajuda mt gente que tem duvida em relação a esse assunto .

  2. Parabéns… Informação pra formar nossa ação.

  3. muito bom, e objetivo..
    Parabéns mano ótimo trabalho.
    ajudou bastante..!

    #compartilhando..

  4. Tem uma quarta opção para registro: Creative Commons.

    • Rodrigo, existem diversas formas de registrar.
      O Creative Commons é uma licença alternativa, onde você ao invés do padrão TODOS OS DIREITOS RESERVADOS, pode informar que sua obra pode ser sampleada, copiada, reutilizada para fins comerciais ou não.

  5. Augusto Oliveira

    se eu registrar somente a letra da música sem a melodia na biblioteca nacional, tenho os mesmos direitos sobre ela? Ou com só com melodia registrada tenho os devidos direitos autorias? desde já agradeço parabéns pelo vídeo

    • Registrando a letra, você tem seus direitos autorais garantidos, isto é, ninguém pode usar a letra sem sua autorização.
      Registrando a melodia também, você garante seus direitos de execução, isto é, se tocar em algum lugar como rádio ou TV, você recebe através da associação vinculada ao ECAD.

  6. Ana Cristina Parreira Souza

    Olá, gostaria de saber como funciona com paródias? Tenho letras em parodias e queria divulgar no you tube com vídeos e tal, como posso garantir meu direito sobre a letra que criei?

  7. Boa tarde, gostaria de saber se é necessário registrar paródias também, ou o fato de eu publicar no youtube já me caracteriza o autor da obra

  8. Você acha que o site “Músicas registradas” é uma boa maneira de registrar músicas?

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here