Por que um Fórum de Hip Hop da Baixada?

E aê galeraaaaa!!! De volta com minha coluna no Portal Enraizados e trazendo um tema bastante relevante para quem é do hip hop e principalmente pra quem faz parte da cena na Baixada Fluminense.

Eu e um grupos de artistas e profissionais do hip hop consideramos importante pensar numa forma de reunir as diferentes cabeças que estão fazendo e pensando o hip hop na região, para nos conhecermos e entendermos o que estamos fazendo neste momento e no que pensamos para o futuro.

Surgiu então a ideia do Fórum de Hip Hop da Baixada Fluminense.

Mas antes de falarmos pra que é o Fórum, precisamos entender O QUE É um Fórum. Certo?

O Fórum nada mais é do que uma reunião sobre tema específico ou para debate público.

HipHop Conhecimento
Hip Hop Conhecimento (Nova Iguaçu – RJ)

No nosso caso, vamos falar sobre a cultura hip hop na região, que na minha opinião é um tema bastante amplo e complexo, por isso precisamos entender quais são nossas maiores necessidades e como podemos nos ajudar, por que a cena está crescendo bastante na região e de forma desordenada, a ponto de haver centenas de artistas, produtores e profissionais diversos (fotógrafos, beatmakers, cineastas…), eventos, etc… e nós mesmos não sabermos quem somos, pois essas infos não circulam de forma eficiente, não há mapeamento efetivo, então não há uma rede a ponto que possamos colher os frutos que nós mesmos plantamos no decorrer dos anos, e se a gente não colher, alguém vai colher assim que enxergar a potencialidade do movimento.

Batida e Rimas
Batidas e Rimas (Queimados – RJ)

Afim de exemplificar podemos nos ajudar a produzir melhor nossos eventos, pois existem muitos produtores extremamente experientes na cena, como Romildo Tamujunto (Batidas & Rimas – Queimados), DMT (Musicação na Pista – Nova Iguaçu), Diego Tecnykko (Cypher de Rua – Duque de Caxias), Rodrigo Caetano (Beco Festival – Nova Iguaçu), Kajaman (MOF – Duque de Caxias), Saquarema (Roda Cultura de São João – São João de Meriti) entre muitos outros que talvez eu não conheça, mas tenho certeza que vocês conhecem, e são verdadeiros professores dessa matéria, e o mais interessante é a troca que poderá haver, podendo inclusive melhorar o projeto pessoal de cada um e gerar mais renda para a cena.

MOF
Meeting Of Favela (Duque de Caxias – RJ)

Eu posso contribuir com produção cultural e empreendedorismo, Wesley Brasil com comunicação, Gustavo Baltar com design, e você, pode contribuir com o que? O que você gostaria de discutir?

Outros temas relevantes para o nosso convívio social também devem ser abordados, como por exemplo: Qual a posição do hip hop da região sobre o machismo? Tem um monte de moleque vacilando e vestindo a camisa do hip hop.

Musicacao
DMT – Musicação na Pista (Nova Iguaçu-RJ)

Precisamos conversar sobre racismo, segurança pública, homofobia e o que mais decidirmos ser necessário e relevante, sem esquecer da política, pois em outubro teremos eleições municipais e o hip hop precisa se posicionar e depois acompanhar e fazer as cobranças. Sem estarmos organizados nunca saberemos quantos somos, o que fazemos e o mais importante, o que podemos fazer juntos, isto é, sem nos organizarmos não temos força política e consequentemente nada muda. Isso é fato. Até quando vamos ficar nas sombras reclamando?

São muitas coisas pra discutir, mas precisamos começar, por isso já marcamos a nossa primeira reunião para o próximo dia 01 de junho, no Buteco da Juliana, em Morro Agudo, Nova Iguaçu, às 19 horas e é super importante a presença de todos e todas para construirmos juntos esse novo momento.

E aê, posso contar com você?

MAIS INFOS
https://www.facebook.com/events/831143577016153/
(
21)9.6563-0554

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, escritor e empreendedor social. Um perito em transformar sonhos em realidade.

Além disso, veja

Passistas Dancy, de Minas Gerais, lançam clipe da música ‘Vamos Dançar’

Na semana passada estive em São Paulo para uma formação do Sebrae com o British …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here