sexta-feira, 24 maio, 2024

Promoção: Dê um nome para o filme do VIII Encontrão do Enraizados

Acabou a promoção!!!
Vote agora nas melhores sugestões na enquete que abriu no POPUP!!!



Escolha um NOME para o novo filme do Movimento Enraizados (O filme é sobre o Encontrão)

Os primeiros da Aldeia

Quilombo Hip Hop

Elo da Corrente

Baixada Ferve

Baixada PeriFestival

Raizes da Baixada Fluminense

Fortalecendo Nossas Raizes

Raízes Resistentes

Raízes em Trama

Raízes da Periferia





Você lembra que nós do MOVIMENTO ENRAIZADOS realizamos entre os dias 08 e 10 de janeiro de 2010, em Morro Agudo, o VIII Encontrão – O Maior Festival de Hip Hop da Baixada Fluminense?

Nestes dias reunimos jovens praticantes do hip hop de toda a Baixada para rodas de conversa, mostra de vídeos, workshops de produção musical e break dance, apresentações artísticas e premiações para os 3 primeiros lugares das categorias break, rap e graffitti.

Participaram do processo nomes como MC Marechal, MC Bocafloja (México), DJ Raffa, Bala Machine (GBCR), Anarkia, Marcelo Eco, MC Slowdabf , DJ Nino, entre outros(as).

O legal é que o evento não acabou por no dia 10 de janeiro e muita coisa legal sobre aquele dia ainda está por vir.

O Filme

Acabou de ficar pronto um super-filme sobre o Festival, com cerca de 26 minutos, onde contamos a respeito dos três dias de evento de forma bem descontraída. Como tudo que fazemos no Enraizados é coletivo, preparamos uma promoção para que você possa escolher o nome do nosso filme.

A promoção

Para participar basta fazer um comentário neste post, dizendo um nome para o filme, de no máximo três palavras, que retrate a idéia do Encontrão – O maior Festival de Hip Hop da Baixada Fluminense.

O ganhador, ou ganhadora, receberá uma cópia do filme Mães do Hip Hop, uma cópia do filme do Encontrão e um CD do Dudu de Morro Agudo, autografado.

Promoção válida até hoje (28 de maio de 2010), às 18h.

Mãos a obra.

A direção é mais importante que a velocidade.
Roberto S. Scaringella

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

O papel da educação clandestina na formação Política

Este texto reflete sobre o conceito de "Educação Clandestina", destacando sua abordagem contrária ao ensino formal. Explora as lacunas do sistema educacional brasileiro, particularmente em relação à alfabetização e ao letramento nas escolas periféricas. Descreve como movimentos sociais reúnem conhecimentos diversos, ausentes das instituições formais, promovendo uma troca que desafia o status quo. Aponta a importância da conscientização política e da ação crítica na transformação da realidade. Destaca a educação clandestina como um processo contínuo de formação política, capaz de despertar indivíduos para a realidade e capacitá-los a questionar, refletir e agir em prol da mudança social.

8 comentários

  1. Os primeiros da Aldeia.

    Marcelo Dias
    Porto Velho (RO)
    marcellodays@gmail.com

  2. QUILOMBO HIP HOP

    Jonatan Oliveira
    Madureira (RJ)
    joninhaoliva@ig.com.br

  3. Elô da Corrente

    Jurandir Fernandes

    São Paulo – SP

  4. Hummm… sim, título:
    Baixada Ferve!

  5. Então, minha sugestão pro nome do filme é essa:

    “Baixada PeriFestival ” ( Peri; ..de periferia + Festival )

    Abraços! ;D

  6. Se ainda der tempo, segue minhas sugestões aproveitando o próprio nome do grupo, porque não:
    “Raizes da Baixada Fluminense”;
    “Fortalecendo (ou Regando) Nossas Raízes”;
    “Raizes Resistentes (ou da Resistência)”;
    “Raizes em Trama”;
    “Raizes da Periferia”; ou “Raizes Periféricas”.

  7. Depois é que percebi que o segundo pode ficar melhor em um festival de REGGAE – “Reggando Nossas Raizes”. Não é mesmo?!
    rsrsrs…

Deixe um comentário