#ComboIO
#ComboIO

#ComboIO lança disco e inova na cena do hip hop carioca

Formado pelos rappers DMA (Dudu de Morro Agudo), Marcão Baixada e Léo da XIII, o grupo de rap #ComboIO está a cerca de um ano inflando na cena do rap nacional, trazendo na bagagem a experiência individual de cada um dos integrantes, que atribuem o sucesso do grupo à capacidade de harmonizar comunicação, estratégia e criatividade, prometendo estremecer as estruturas do gênero com o lançamento do primeiro disco.

Variando entre protestos rascantes e canções de amor, o peso e o pop se misturam em instrumentais eletrônicos ao toque do tempero orgânico dos violões do pagodeiro Felipe Ribeiro e do músico francês Alias Poet. O nova sonoridade agrada diferentes gerações e estilos musicais, transformando fãs de seus trabalhos solos, já consolidados, em admiradores do trabalho coletivo experimental.

Capa do disco #ComboIO
Capa do disco #ComboIO

O primeiro disco do grupo conta com a participação de artistas extremamente talentosos e criativos como os rappers Marcio RC, Nyl MC e Luccas Carlos; o cantor Felipe Ribeiro, que participou da última edição do The Voice Brasil; e do Elias Japi, da Etiópia.

#ComboIO em ação no evento Celebra, na Cinelândia, RJ
#ComboIO em ação no evento Celebra, na Cinelândia, RJ

DMA define o #ComboIO como um time de artistas contemporâneos: – “Nós temos que saber fazer de tudo, temos por obrigação dominar todo o processo artístico e comercial”, diz o rapper.
No grupo as funções são bem definidas, onde Marcão Baixada cuida da comunicação, DMA do comercial e Léo da XIII da parte artística, mas todos dominam todas as áreas, pois precisam administrar seus trabalho solos.

Léo da XIII é o produtor musical oficial do grupo, responsável pela maioria dos beats, mas outros produtores também assinaram alguns tracks, como André 10000 (Ana), Marcão Baixada (Vai e Selva) e Smokie Lion (Race Lion), e os músicos Felipe Ribeiro e Alias Poet produziram em parceria com o Léo da XIII as músicas “Escolhido, Por um Triz e Os Prestos”, respectivamente.

#ComboIO gravando videoclipe no Haut Du Lievre, na França
#ComboIO gravando videoclipe no Haut Du Lievre, na França

O audiovisual também é um ponto forte do grupo, que lançou videoclipes das três primeiras tracks do disco em parceria com a produtora francesa La Casa Loca, liderada pelo cineasta Bruno Thomassin. Os videos de “Ana e Final de Semana“, tracks 02 e 03 respectivamente, já ultrapassam os dois mil e quinhentos views no youtube e tem roteiros que lembram curtas-metragem.

O grupo aposta em uma atuação intensa na região metropolitana do Rio de Janeiro ao mesmo tempo em que planeja a carreira internacional, por isso estiveram em turnê pela França durante o mês de junho, onde fizeram cinco shows e gravaram mais três videoclipes, um deles é o da música Comboio, música de trabalho do grupo, primeira faixa do CD; o segundo é o da música Al Askar – que não faz parte do disco, produzido e gravado em parceria com os rappers franceses Uzy Down, Ricky B, Buldo Tazer e Timal Still, com cenas gravadas na França e no Brasil, e com lançamento previsto para o próximo ano, o terceiro é um funk carioca, chamado “A Mimi Tá Aí?”, muito bem humorado, o que certamente joga por terra qualquer possível rótulo ao coletivo.

SERVIÇO
Venda do disco: https://www.facebook.com/ComboIO.RJ/app_206803572685797
Show e imprensa: (21)7854-8438 – hullebrasil@gmail.com
Siga no Twitter: @Combo_IO

 

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

Ciclo de Extensão “Territórios e culturas: diálogos dos povos e comunidades tradicionais com as periferias urbanas no RJ”

O Ciclo propõe um diálogo de saberes entre as práticas e experiências dos chamados povos …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here