Hip Hop Celebra (Rio de Janeiro)

Novembro, Mês da Consciência Negra e o hip hop carioca se reúne nos dias 12, 16, 17, 18 e 19 de novembro, para Celebrar. Em 12 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Hip Hop e atividades baseadas nos cinco elementos deste movimento: MC, DJ, Graffiti, Break e Conhecimento estão programadas, para apresentar a diversidade da cena atual da Cultura de Rua da cidade com muita diversão e informação

Nesta segunda edição o Hip Hop Celebra ampliou-se em todos os sentidos. Dia 12/11 (sexta-feira), serão 12 horas de programação começando com uma marcha, para mostrar a força de mobilização desta cena, da Candelária à Cinelândia, onde um palco dá sequência as atividades com shows de artistas como Emicida, Marechal, André Ramiro, Dughettu e Mc Sabrina, Bonde da Stronda, DJ Sany Pitbull e muito mais.

Entre os dias 16 e 19 de novembro, palestras e debates no Oi Futuro de Ipanema reunirão importantes nomes da cultura carioca (produtores musicais e culturais, jornalistas, artistas, líderes de ONGs e etc). Após, filmes sobre a cultura urbana, preparam o público para, na sequência, os shows aliando o rap a outras vertentes da música negra com uma seleção de talentos originais da cena do Rio.

TEATRO OI FUTURO IPANEMA

16 de NOVEMBRO –  TERÇA-FEIRA

DEBATE: INDÚSTRIA CRIATIVA
O conceito de indústria criativa abrange a arte, a tecnologia e o negócio. As molas propulsoras deste segmento são a capacidade para a criação de trabalho e potencial para o uso da propriedade intelectual. A criatividade desafia e questiona os padrões estabelecidos estando em constante estado de mutação. Ela não é nova, existe desde que o mundo é mundo, mas nova é a descoberta de seu potencial econômico. Quer ficar em sintonia? Venha aos bate-papos do Hip Hop Celebra!

Participantes:
– Eliane Marinho: Gerente Regional da Área de Criatividade do SEBRAE
– Maria Juça: Administradora do Circo Voador, jornalista e produtora cultural
– Beto Ferreira: Afro Reggae
– MC Marechal: Rapper e Fundador da Batalha do Conhecimento
– Dudu de Morro Agudo: Coordenador Executivo ONG Enraizados

PROGRAMA 1 – GRAFFITI
FILME: WILD STYLE
Direção: Charlie Ahearn / EUA / 82 min. / 1982
Sinopse: Ficção e documentário cruzam-se neste filme, considerado o primeiro sobre a cultura urbana americana. Wild Style foi filmado totalmente na obscuridade, no sudeste do bairro Bronx. Zoro (o lendário grafiteiro Lee Quinones) tem seu relacionamento com a Ladybug (Sandra Pink Fabara) abalado depois de alguns desentendimentos morais e conceituais com seus colegas. MC´s, DJ´s, B. Boys, grafiteiros e os pioneiros do hip hop: todos aparecem neste clássico do cinema.
+
CURTA: OLHO DA RUA
Direção: Cavi Borges, Daniel Ribeiro e Abelardo de Carvalho /BRA / 11 min. / 2010
Sinopse: A rua observa a arte do muro. A arte do muro observa a rua.

SHOWS:
-DJ Machintal
-Vinicius Terra
-Marcio Local

17de NOVEMBRO – QUARTA-FEIRA

DEBATE: MÍDIAS E MARCAS
A mídia divulga, cria opinião e constrói culturas. Saber usar esta ferramenta é fundamental. Normalmente a grande mídia, tende a refletir o modelo econômico dominante.
O grande trunfo, barato e direto, são as mídias sociais. A internet tem se mostrado um grande mercado a ser explorado por apresentar oportunidades de marketing e negócios.
Marca e mídia associadas e usadas de forma complementar, constituem um forte pilar de sustentabilidade para empresas e projetos. A marca representa um conceito, uma crença. É necessário definir o que se quer transmitir, quais os valores que ela agrega, se o que ela transmite corresponde a personalidade da empresa. Quer saber mais? Venha aos bate-papos do Hip Hop Celebra!

Participantes:
– Bruno Levison – Jornalista e Produtor Cultural
– Maria Arlete: Diretora Cultural – Oi Futuro
– B.Dog – Editor chefe do portal Rapevolusom.
– Giovanni Harvey – Diretor Executivo da Incubadora Afro Brasileira

PROGRAMA 2 – B. BOYS
FILME: TURN IT LOOSE
Direção: Alastair Siddons / 96min / Produzido pela Partizan Films / final de 2009
Sinopse: Em setembro de 2007 16 melhores B-Boys do mundo se reuniram no Red Bull BC One em uma usina desativada no município de Soweto, em Joanesburgo, para decidir quem seria o Campeão Mundial. Todos eles compartilham a paixão pelo breakdancing, mas cada um da sua própria maneira. Um show de performances!
+
CURTA: SOU ROCINHA HIP HOP
Direção: Cavi Borges e Miila Derzett / BRA / 22 min. / 2006
Sinopse – documentário sobre o GBCR.
+
CURTA: DIA DAS CRIANÇAS
Direção: Cavi Borges e Paulo Azevedo / BRA / 7 min. / 2010
Sinopse – O dia das crianças da periferia brasileira.

SHOWS:
-DJ Babão
– Akira Presidente
– Laranja Mecânica

18 de NOVEMBRO – QUINTA-FEIRA

DEBATE: CAPITAL HUMANO
O conceito de capital humano teve sua origem durante a década de 1950, foi desenvolvido e popularizado por Gary Becker nos anos 1980 e impulsionado pelos organismos multilaterais diretamente vinculados a área educacional, no contexto da reestruturação produtiva.
Ele é derivado dos conceitos de capital fixo (maquinaria) e capital variável (salários). O “Capital humano” (capital incorporado aos seres humanos, especialmente na forma de saúde e educação) seria o componente explicativo fundamental do desenvolvimento econômico desigual entre países. Quer ficar ligado? Venha aos bate-papos do Hip Hop Celebra!

Participantes:
– Flavia Oliveira: Colunista Negócio & Cia Jornal
– Rafael Dragoud: Diretor e Roteirista do Programa Conexões Urbanas
– Tereza Porto: Consultora em Tecnologia
– Vik Muniz: Artista Plástico
– Jana Guinond – Coordenadora Executiva da ONG Estimativa

PROGRAMA 3 – DUB
FILME: DEPOIS ROLA O MOCOTÓ
Direção: Débora Herszenhut e Jefferson Oliveira / BRA / 52 min. / 2009
Sinopse: O espaço ocupado pela laje na dinâmica social das periferias cariocas é o ponto central desse documentário. A extensão da casa se estabelece como protagonista em Depois Rola o Mocotó, observado como um espaço que se configura conforme sua utilização, podendo ser de lazer, trabalho, relaxamento ou tensão.
+
CURTA: PRETINHO BABYLON
Direção: Cavi Borges e Emílio Domingos / BRA / 17 min. / 2008
Sinopse: Inspirado no filme clássico jamaicano Rockers, de 1978, Pretinho Babylon é uma espécie de remake carioca deste filme, trazendo ao universo underground do Rio de Janeiro a atmosfera jamaicana através da música do coletivo Digital Dubs. Utiliza músicos como atores, dublagens e uma estética dos anos 70/80.

SHOWS:
-DJ Bon.Ecko
-L-ton OSK
-Crente Crew

19 de NOVEMBRO – SEXTA-FEIRA

Dudu de Morro Agudo

DEBATE: FESTAS E EVENTOS
O setor de festas e eventos é um grande gerador de trabalho e renda. Envolvem uma cadeia de empregos interligados, como é o caso de produtores, artistas, técnicos, assistentes, locatários, sites, fotógrafos, jornalistas, mídias, entre outros. Você faz parte desse time? Venha aos bate-papos do Hip Hop Celebra!

Participantes:
– Fosfobox – Cabé
– Nicole Nandes – Agente Cultural e Produtora da Festa LUV.
– Léo Feijó – Produtor Cultural , Empresário e Sócio do Grupo Matriz
– Perfeito Fortuna – Ator, Produtor e Presidente da Fundição Progresso
– Marcelinho MG – Produtor e DJ do Projeto FÜRIA HIP HOP

PROGRAMA 4 – FAVELA
FILME: COPA VIDIGAL (Inédito!!)
Direção: Luciano Vidigal / BRA / 75 min. / 2010
Sinopse: Campeonato de futebol de favelas organizado pelo professor de futebol Cypa, no morro do Vidigal, Rio de janeiro, com o objetivo de resgatar a paz através do esporte, numa área que estava traumatizada com uma recente guerra entre traficantes.
+
CURTA: O DIA QUE O BAMBU QUEBROU NO MEIO
Direção: Pedro Asbeg / BRA / 10 min.
Sinopse: No dia do funeral de Bezerra da Silva, seus amigos compositores se reúnem para cantar e lembrar suas músicas.

SHOWS:
-DJ Flávia Xexeu
– Linda Flor
-Dudu de Morro Agudo

OBS: Toda a programação acima é gratuita, sujeita a inscrição através do site oficial do evento: www.hiphopcelebra.com

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

DJ Dorgo

DJ Dorgo se apresentará domingo (10), ao lado de grandes nomes do rap, em prol das vítimas das enchentes da Baixada Fluminense

Na última sexta-feria (01) uma tempestade colocou toda a Baixada Fluminense em estado de alerta, …

Deixe um comentário