Homens pela não violência contra as mulheres

A violência de homens contra mulheres está profundamente associada ao modo como os homens são socializados. Uma vez que os meninos são geralmente ensinados a reprimir emoções, a raiva torna-se um dos poucos sentimentos que os homens podem expressar com aprovação da sociedade.

O silêncio dos homens sobre violências cometidas por outros homens contribui para a manutenção da violência doméstica. Pesquisas revelam que, apesar de mais da metade dos homens jovens entrevistados  informarem ter testemunhado violência em suas casas, a maioria sente-se impotente para denunciar o problema, frequentemente utilizando o ditado popular “Em briga de marido e mulher não se mete a colher”.
O Hip Hop brasileiro não quer compactuar com este silêncio, e propõe como pauta, o envolvimento e a responsabilização dos homens da cultura Hip Hop e o engajamento no sentido da prevenção e da redução da violência contra as mulheres.
Este projeto tem como foco buscar a transformação da masculinidade hegemônica e a conscientização dos homens da cultura Hip Hop sobre a violência de gênero, envolvendo-os na luta pela superação da violência contra mulheres e incentivando outros homens a não praticarem esse tipo de violência, através da produção coletiva de musicais que serão difundidas em um CD e pela internet para enfim serem reproduzidas por pessoas e organizações  interessadas.

O projeto “Homens do Hip Hop pela Não Violência contra a Mulher” contou com a participação de diversos Mcs e lideranças da cultura Hip Hop. Após diversas exposições por parte dos/as consultores/as convidados/as, houveram discussões sobre a temática da violência contra as mulheres, na tentativa de desconstruir preconceitos culturalmente arraigados sobre os papéis de mulheres e homens na sociedade e as consequências que as relações de gênero desiguais provocam contra as mulheres.

Durante o evento os participantes produziram textos que deram origem a letras de músicas, discutiram seus conteúdos, conceitos e ajudaram a construir um cronograma de ensaios e gravações. O resultado foram 10 musicas inéditas sobre o tema “Violência Contra As Mulheres” que foram gravadas em um CD que esta disponível para download.

Fonte: http://www.hiphopsemviolencia.org.br

Saiba mais:
Baixe aqui o disco inteiro:
http://www.4shared.com/file/190883105/63ef5782/Hip_Hop_Pela_No_Violncia_Contr.html

REDEH – Rede de Desenvolvimento Humano
Rua Álvaro Alvin, 21 – 16 andar – Centro – Rio de Janeiro – RJ – 20031-010
(21)2262.1704
(21)7874.7255
fabioacm@gmail.com

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

DJ Dorgo

DJ Dorgo se apresentará domingo (10), ao lado de grandes nomes do rap, em prol das vítimas das enchentes da Baixada Fluminense

Na última sexta-feria (01) uma tempestade colocou toda a Baixada Fluminense em estado de alerta, …

2 comentários

  1. Muito boa a matéria, maravilhosa é a notícia…. Vamos baixar e divulgar essas musicas!!!! Bom saber que nós homens e mulheres da do movimento hip hop estamos evoluindo…

    Parabéns!!!

Deixe um comentário