Léo Da XIII fala sobre o disco “Dia e Noite Falando de Amor”

Ele é cria da Cerâmica, bairro de Nova Iguaçu, rapper e militante do Movimento Enraizados.  Tem 25 anos e há mais de 10 anos, está envolvido com a cultura Hip-Hop. Gosta do que faz, faz o que gosta e atualmente, vive disso.
Léo se divide em produções musicais, shows, workshops, produção de eventos e ministra oficinas de rap para crianças e adolescentes.
Sempre acompanhando o fundador do Movimento Enraizados, Dudu de Morro Agudo, em seus shows, Léo está em constante processo de evolução e experimentação musical. Faz letras escritas, mas grava muita coisa no freestyle. Se tranca no estúdio e sempre obtém um bom resultado do que se propõe à fazer.

Da XIII lançou recentemente na internet, o disco “Dia e Noite Falando de Amor”, disco que reúne 15 faixas, com temas que envolvem amor e relacionamentos.
Troquei uma ideia com Léo e ele falou um pouco a respeito do projeto. Confira:

Marcão: Salve, Léo; primeiramente, parabéns pelo lançamento do disco… Como surgiu essa ideia de lançar um disco temático?
Léo: Então, satisfação meu mano Marcão. Baseado na minha caminhada, as coisas que tenho vivido até hoje, cheguei ao ponto que me senti necessitado de falar um pouco de amor, sabe, muitas coisas ruins eu já falei por 8 anos, mais ou menos, então eu quis fazer com que o público, a galera que curte meu som, veja que o Léo da XIII tambem teve momentos bons. Já me senti retraído em falar sobre esse assunto, mas hoje eu cresci, né, mano.

E o processo de produção das faixas?
Eu fiz esse CD, na mais pura calma. Trabalhei com samples em algumas faixas; outras, eu meti a mão no teclado MIDI e conseguir mesclar isso à originalidade de cada faixa. Pode parecer que tudo é a mesma coisa, mas cada beat e cada letra tem uma visão diferente, até mesmo nas participações, que foram escolhidas à dedo, porque elas bateram com minha proposta.

As letras descrevem situações vividas por você, ou também histórias fictícias?
Mano, desde que aprendi a escrever letra de rap, não consegui me acostumar com a ficção, tudo que está nas letras são paradas pessoais, um amigo mais chegado ou uma mina que troca ideia comigo diariamente, sabe de cada letra desse CD, saca? Não consigo descrever o que não vivi, eu sou novo, ainda tenho muito pra viver, mas aí eu falo da rosa e o espinho, penso num moleque se descobrindo, ou numa mina querendo saber como são as atitudes dos caras, tem aí um manual, entende?

Quem mais colaborou com o projeto?
Posso afirmar que o Movimento Enraizados, por sediar o estúdio. Ali dentro eu tenho meu compromisso, fazer um trampo desse na rua, iria me custar tempo e dinheiro, então a maior colaboração vem da instituição, entende?
Salve meu mano Dudu de Morro Agudo pela paciência [Risos], as minas também chegaram junto… Se elas não tivessem colaborado se relacionando comigo, de quem e de que tipo de amor eu iria falar? [Risos]

Como está sendo o resultado do disco, divulgação e downloads?
Na verdade, esse disco já chegou aos meus ouvintes bem antes de ficar pronto.
Eu sempre soltei uma faixa nova na internet, pra poder perceber a identificação de geral, não queria chegar com um CD pronto e não ter ninguém pra ouvir. Hoje em dia se você for articulador, e fazer as pessoas divulgarem um link onde tem seu som, você consegue economizar seu tempo pra trabalhar em outras formas de divulgação, saca?
A rede é onde todos estão conectados, é só saber chegar que eles estão lá pra baixar, ouvir e divulgar (se for bom). [Risos]


Léo, obrigado pelo bate-papo, gostaria que você deixasse uma mensagem para os leitores do Portal Enraizados.

Aí, o rap mais uma vez se modificou certo? Alguns vão ver isso de forma negativa, mas abrir a mente e frequentar novos lugares, formar novas redes, falar outras línguas e conhecer outros tipos de público, não é proibido e nem é pecado.
Um salve a todos que aderiram à uma nova informação musical. Que o rap continue evoluindo as mentes, seja qual for sua opinião sobre cada música. Seja você mesmo e deixe que Deus construa outros caminhos.

E você? Tá esperando o que pra baixar “Dia e Noite Falando de Amor”? O disco conta com participações Dudu de Morro Agudo, Kall Fator Baixada, Hallimar e Amel (França), Márcio RC, Marcão Baixada, Juh DePaula, Chaparraus Nutrs e André 10mil.
Clique na imagem abaixo para fazer o download:

DOWNLOAD: Léo Da XIII – Dia e Noite Falando de Amor

Saiba mas sobre Léo Da XIII:
Blog: http://mcleodaxiii.blogspot.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/Leodaxiii
Twitter: @LeoDaXIII

Sobre Marcão Baixada

Rapper, compositor e produtor. Take Back the Mic’s Hip Hop World Champion (2015). Curador e host do projeto Hip Hop Conhecimento.

Além disso, veja

Brisa Flow leva show de lançamento do álbum “Selvagem Como o Vento” para Niterói

A cantora, rapper e multi-instrumentista Brisa Flow se apresenta pela primeira vez em Niterói. O …

11 comentários

  1. Valeu marcao e todos da rede enraizados
    vou chamar meu povo pra conectar

  2. annnw ; amo seu trabalho , vai ter um futuro brilhante !
    você merece né , rs *-* ‘
    beijos ; Sabrina . s2 ‘

  3. Meus Parabéns léo da Xlll vc mereçe muita fé na sua caminha meu mano

  4. Maximo respeito pelo trampo

  5. O disco tá foda, tive o prazer de ouvir algumas faixas antes, mas também baixei pra ouvir na sequencia que o Léo da XIII escolheu, dá um outro ar as músicas, vale a pena baixar o álbum, tá loko mano, parabéns ao XIII e a todos que participaram e muito obrigado por me dar a oportunidade de participar de algumas de suas faixas.

  6. O disco ta muito irado! Que Deus ilumine seu caminho e te dê muita sabedoria nas musicas! tamos junto leo! e parabens pelo disco!

  7. Sempre que o Da XIII se tranca na sua “toca” pode crer que vem coisa boa por ai, e quase sempre ele esta trancado no estúdio.
    Parabéns Léo, você é muito talentoso e fico muito feliz por sua evolução.

    PAZ

  8. Parabéns Léo pelo seu novo trabalho, ficou mto foda o cd

  9. Parabéns, Léo!
    Muita sorte e sucesso. ; )

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here