quinta-feira, 18 julho, 2024

“Programa do DúDú” toda quarta na Rádio Enraizados

Depois de passar por rádios AM como a Tropical Solimões, comunitárias como a Atitude FM e a atual Web Enraizados, realizo uma vontade antiga de me dedicar a um programa. O nome do programa é bem criativo, “Programa do DúDú”. Para alguns pode parecer muito óbvio, mas na verdade tem esse nome porque descobri de “DúDú” em Yorubá significa “Preto”.

O programa não vai ser um simples programa ao vivo de uma hora, ele vai durar as 24 horas de quarta-feira, das 00 horas às 23:59, sendo que das 17h às 19h eu entro ao vivo. Estou fechando parcerias institucionais para poder manter os custos mínimos do programa.

Além dessas novidades, estou preparando “rádio novelas” e “pequenas histórias” – como esquetes teatrais, além das tradicionais entrevistas e muita música, mas engana-se quem acha que vou tocar somente rap, dentre um dos quadros está o Mixtureba Enraizados, onde toco de tudo. Quero levar o programa para um ambiente voltado para o humor, tratando de assuntos sérios, mas sem chatice, também tenho a necessidade de mostrar para o mundo todas as atividades que estão sendo executadas pelo Movimento Enraizados durante a semana, que não são poucas.

Os amigos e amigas que quiserem enviar músicas para o programa e/ou sugestões, podem enviar para dududemorroagudo@gmail.com e para tocar na programação normal da rádio, pode ser enviado para radio.enraizados@gmail.com.

Depois do programa, cada bloco estará disponível – de forma organizada – para downloads, para que outras rádios parceiras possam veicular.

SAIBA MAIS:
Programa do DúDú
Quando:
Toda quarta-feira, durante todo o  dia, ao vivo a partir das 17 horas.
Onde: http://www.inraiz.com.br
Como enviar músicas: dududemorroagudo@gmail.com
Sugestões e parcerias:  http://www.enraizados.com.br/index.php/faca-parte-da-rede-enraizados/

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

O papel da educação clandestina na formação Política

Este texto reflete sobre o conceito de "Educação Clandestina", destacando sua abordagem contrária ao ensino formal. Explora as lacunas do sistema educacional brasileiro, particularmente em relação à alfabetização e ao letramento nas escolas periféricas. Descreve como movimentos sociais reúnem conhecimentos diversos, ausentes das instituições formais, promovendo uma troca que desafia o status quo. Aponta a importância da conscientização política e da ação crítica na transformação da realidade. Destaca a educação clandestina como um processo contínuo de formação política, capaz de despertar indivíduos para a realidade e capacitá-los a questionar, refletir e agir em prol da mudança social.

5 comentários

  1. é hoje rsrs vamo que vamo

  2. Uhú, eu vou ouvir!!!

  3. Tamos aeeeee..hehehehe vlw meu parceirooo tamo junto..sempre.. salve salve..

    AS MINA PIRA!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Que maneiro!! Vou acompanhar atento.

  5. Valeu amigos!!!
    Sem vocês não faz sentido fazer o programa!!
    Tâmo juntos!!

Deixe um comentário