sexta-feira, 1 março, 2024
Poetas Compulsivos
Galera que compareceu ao Sarau Poetas Compulsivos

Sarau Poetas Compulsivos segue firme na missão

Ernesto Mike
Ernesto Mike, direto da Zona Oeste para Morro Agudo

O último Sarau Poetas Compulsivos do ano de 2013 foi demais, muito agradável e aconchegante. Pela primeira vez estiveram conosco o mano Skel, do lendário grupo Vozes do Gueto, de Mesquita; e os manos Cavi, MV Hemp e Ernesto, da Zona Oeste, que invadiram a cena da Baixada pra fortalecer ainda mais e mostrar a potência da união do nosso encontro mensal.

Como sempre a nova geração chegou junto na poesia, revezando o microfone com poetas como Marcio Rufino, Anderson Lima e Ivone Landim. Essa por sua vez, recitou uma poesia, bastante rimada, na cadência no rap, onde citou vários saraus do Rio de Janeiro e relembrou quando 41 poetas vieram de São Paulo para um Super Sarau organizado pelo Alessandro Buzo, no Espaço Enraizados, a cerda de dois anos.

Átomo e Lisa Castro, 13 anos de casamento.
Átomo e Lisa Castro, 13 anos de casamento.

Os poetas da casa mandaram bem, Dumontt recitou uma poesia coletiva chamada as “As bostas que botas no rio Botas” em protesto a chuva da última semana, que alagou o bairro de Morro Agudo. Samuca Azevedo fez uma poesia em homenagem ao saudoso Nelson Mandela. A Myle, MC integrante da escola de hip hop Enraizados na Arte, chegou cedo ao Espaço Enraizados e esperou até o finalzinho do Sarau para recitar sua poesia. Linda poesia.

Poetas Compulsivos
Tia Ide e DMA

Lisa Castro recitou diversas poesias em homenagem aos seus treze anos de casamento com o rapper Átomo. Foi tudo muito lindo, muito lindo, muito lindo.

Entre uma poesia e outra, os presentes se deliciavam com a gastronomia da Tia Ide, que desta vez preparou um caldo de aipim e salgadinhos diversos. Os salgados só duraram os primeiros 30 minutos.

Ás 23:30 a galera começou a ir embora, daí começou a “roda de causos”, que já acontece naturalmente a quatro edições do sarau. Ficamos trocando ideia até às 03:30 da manhã.

Para os que não puderam ir em nenhuma edição deste ano, não se preocupem, ano que vem tem mais, sempre no primeiro sábado de cada mês, porém no próximo ano, iniciaremos as atividades a partir do mês de abril.

Até lá!!!

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

Nova Iguaçu submersa: o ciclo infinito das enchentes

Por Dudu de Morro Agudo Na tarde de ontem a chuva começou cedo, mas a …

Deixe um comentário