quarta-feira, 24 julho, 2024
Rincon, DMA e Buzo

Dudu de Morro Agudo é destaque em “Poesias, Rimas e Atitude”

O rapper Dudu de Morro Agudo, que em janeiro deste ano fez um show na sede do Periferia Invisível, na Vila Cisper, em São Paulo, durante o Sarau Suburbano Convicto, é um dos personagens presentes no documentário que foi gravado durante o evento.

O nome do documentário, que tem cerca de 50 minutos, é “Poesias, Rimas e Atitude” e já inicia com o rapper cantando a música Rolo Compressor, que dá titulo ao seu primeiro disco. O lançamento aconteceu no dia 28 de março, na Livraria Suburbano Convicto, no Bixiga, em São Paulo, onde houve exibição para um público de aproximadamente 100 pessoas.

Alessandro Buzo, idealizador do documentário, também reuniu cerca de 50 poetas em um livro, de nome “Poetas do Sarau Suburbano – Vol 2”, lançado no mesmo dia 28, onde Dudu de Morro Agudo também participa com a poesia “Final de Semana”.

DMA autografando.
DMA autografando.
DMA e Cérebro
DMA e Cérebro
DMA e Lindomar 3L
DMA e Lindomar 3L
Autores e fãs reunidos na livraria Suburbano Convicto
Autores e fãs reunidos na livraria Suburbano Convicto
DMA e Da Antiga
DMA e Da Antiga
Galera assistindo ao documentário.
Galera assistindo ao documentário.
Dudu de Morro Agudo e Alessandro Buzo
Dudu de Morro Agudo e Alessandro Buzo
Samuca Azevedo, Alessandro Buzo e DMA
Samuca Azevedo, Alessandro Buzo e DMA
Rincon, DMA e Buzo
Rincon, DMA e Buzo

 

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

De Jay-Z a Palmares: As histórias por trás do “Galo de Luta”

Paulo Roberto da Silva Lima, conhecido como "Galo de Luta", compartilha sua jornada desde a infância até se tornar um ativista e artista de rap. Inicialmente apelidado de "Sete Galo" devido à famosa moto CBX 750, sua vida foi marcada por desafios e confrontos com a realidade da periferia. Inspirado por figuras como Mano Brown e Malcolm X, Paulo encontrou no rap e na leitura uma maneira de expressar suas ideias e buscar uma transformação pessoal e social. Apesar das dificuldades, sua busca por identidade e consciência o levou a se tornar o "Galo de Luta", um símbolo de resistência e luta por justiça social.

2 comentários

  1. Salve Dudu, ficou muita boa a reportagem e as fotos…prazer enorme ter te conhecido…

    Abraços

Deixe um comentário