quinta-feira, 30 maio, 2024

Enraizados seleciona profissionais de diversas áreas

O Movimento Enraizados está selecionando profissionais em diversas áreas para atuar no Projovem Adolescente em Morro Agudo, Nova Iguaçu, conforme consta na relação abaixo. Os(as) interessados(as) devem enviar o currículo para projovem@enraizados.com.br informando qual a área que deseja atuar.

É importante que seja observada a carga horária e a remuneração, pois trata-se de um projeto e não será alterada.

01- PROFISSIONAL DE PEDAGOGIA
A carga horária são de 30 horas semanais, sendo três dias integrais de 08 as 17 horas, preferencialmente segundas, quartas e quintas-feiras, além de terças -feiras de 08 as 17 horas a cada quinzena.
Remuneração de R$ 801,00
Nível superior completo.

03- ORIENTADORES SOCIAIS
Carga horária de 40 horas semanais sendo 10 horas de planejamento livre e três dias integrais de 08h as 05h.
Remuneração de R$ 453,90
Nivel médio completo, preferencialmente cursando nível superior.

01- AUXILIAR ADMINISTRATIVO
Carga horária de 40 horas semanais de segunda a sexta-feira de 08h as 17h.
Remuneração de R$ 453,90
Nível médio e experiência comprovada.

01- OFICINEIRO DE CULTURA (área livre, isto é, podem ser instrutores de break, balé, rap, capoeira, percussão ou qualquer outra atividade cultural)
Carga horária de 24 horas semanais sendo três dias integrais de 08h as 17h (toda terça-feira impreterivelmente).
Remuneração R$ 400,00

Atenção: *O projeto não prevê o pagamento de passagem ou alimentação

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

O papel da educação clandestina na formação Política

Este texto reflete sobre o conceito de "Educação Clandestina", destacando sua abordagem contrária ao ensino formal. Explora as lacunas do sistema educacional brasileiro, particularmente em relação à alfabetização e ao letramento nas escolas periféricas. Descreve como movimentos sociais reúnem conhecimentos diversos, ausentes das instituições formais, promovendo uma troca que desafia o status quo. Aponta a importância da conscientização política e da ação crítica na transformação da realidade. Destaca a educação clandestina como um processo contínuo de formação política, capaz de despertar indivíduos para a realidade e capacitá-los a questionar, refletir e agir em prol da mudança social.

2 comentários

  1. Acredito muito nas iniciativas comunitarias, pois vejo a diferença que ela faz na vida do cidadão, venho participando algum tempo
    deste tipo de trabalho e gostaria muito de fazer parte desta Equipe meu curriculo ja esta em suas mãos.
    Desde já agradeço
    Jorgina Alves Alexandre

  2. Sou Formada em Pedagogia em 2010 e concluindo especialização com informatica na Educação pela UERJ, em processo de entrega de Monografia agora em 2012, e gostaria de saber como faço para me candidatar a vaga de Pedagogo neste Projeto. No momento tenho disponibilidade, nos horários e dias solicitados e moro próximo a Morro Agudo.
    Aguardo retorno
    Abços
    Josina Coelho
    21-2695-4158 – 9247-1312

Deixe um comentário