quinta-feira, 30 maio, 2024

Estética Central + Sarau Enraizados + Lançamento do livro “Hip-Hop: dentro do movimento

A próxima sexta-feira vai ser sensacional, pois o Espaço Enraizados, agora também conhecido como Quilombo Enraizados, vai ser o ponto de interseção entre o Festival Estética Central e o lançamento do livro “Hip Hop: dentro do movimento”, do escritor Alessandro Buzo.

O Estética Central certa vez apareceu no Quilombo Enraizados com uma kombi e produziram alguns filmes com o Enraizadinhos e alguns participantes do Enraizados. Sensacional. Ficou com gosto de quero mais.

Alessandro Buzo no fim do ano passado trouxe mais de 40 poetas para Morro Agudo, onde foi realizado um sarau que mais parecia uma rave, pois durou de meia noite até as 10 horas da manhã.

Agora chegou a oportunidade de você curtir o melhor do festival Estética Central, com a exibição de dezenas de filmes que foram produzidos durante o ano de 2010 e curtir também o Sarau Enraizados, com dezenas e mais dezenas de poetas e mcs, comandados pelo escritor Alessandro Buzo.

SAIBA MAIS
Estética Central + Sarau Enraizados + Lançamento do livro “Hip-Hop: dentro do movimento
Sexta-feira, 18 de fevereiro, das 18h às 22h

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, educador popular, produtor cultural, escritor, mestre e doutorando em Educação (UFF). Dudu de Morro Agudo lançou os discos "Rolo Compressor" (2010) e "O Dever Me Chama" (2018); é autor do livro "Enraizados: Os Híbridos Glocais"; Diretor dos documentários "Mães do Hip Hop" (2010) e "O Custo da Oportunidade" (2017). Atualmente atua como diretor geral do Instituto Enraizados; CEO da Hulle Brasil; coordenador do Curso Popular Enraizados.

Além disso, veja

O papel da educação clandestina na formação Política

Este texto reflete sobre o conceito de "Educação Clandestina", destacando sua abordagem contrária ao ensino formal. Explora as lacunas do sistema educacional brasileiro, particularmente em relação à alfabetização e ao letramento nas escolas periféricas. Descreve como movimentos sociais reúnem conhecimentos diversos, ausentes das instituições formais, promovendo uma troca que desafia o status quo. Aponta a importância da conscientização política e da ação crítica na transformação da realidade. Destaca a educação clandestina como um processo contínuo de formação política, capaz de despertar indivíduos para a realidade e capacitá-los a questionar, refletir e agir em prol da mudança social.

Deixe um comentário