Homens pela não violência contra as mulheres

A violência de homens contra mulheres está profundamente associada ao modo como os homens são socializados. Uma vez que os meninos são geralmente ensinados a reprimir emoções, a raiva torna-se um dos poucos sentimentos que os homens podem expressar com aprovação da sociedade.

O silêncio dos homens sobre violências cometidas por outros homens contribui para a manutenção da violência doméstica. Pesquisas revelam que, apesar de mais da metade dos homens jovens entrevistados  informarem ter testemunhado violência em suas casas, a maioria sente-se impotente para denunciar o problema, frequentemente utilizando o ditado popular “Em briga de marido e mulher não se mete a colher”.
O Hip Hop brasileiro não quer compactuar com este silêncio, e propõe como pauta, o envolvimento e a responsabilização dos homens da cultura Hip Hop e o engajamento no sentido da prevenção e da redução da violência contra as mulheres.
Este projeto tem como foco buscar a transformação da masculinidade hegemônica e a conscientização dos homens da cultura Hip Hop sobre a violência de gênero, envolvendo-os na luta pela superação da violência contra mulheres e incentivando outros homens a não praticarem esse tipo de violência, através da produção coletiva de musicais que serão difundidas em um CD e pela internet para enfim serem reproduzidas por pessoas e organizações  interessadas.

O projeto “Homens do Hip Hop pela Não Violência contra a Mulher” contou com a participação de diversos Mcs e lideranças da cultura Hip Hop. Após diversas exposições por parte dos/as consultores/as convidados/as, houveram discussões sobre a temática da violência contra as mulheres, na tentativa de desconstruir preconceitos culturalmente arraigados sobre os papéis de mulheres e homens na sociedade e as consequências que as relações de gênero desiguais provocam contra as mulheres.

Durante o evento os participantes produziram textos que deram origem a letras de músicas, discutiram seus conteúdos, conceitos e ajudaram a construir um cronograma de ensaios e gravações. O resultado foram 10 musicas inéditas sobre o tema “Violência Contra As Mulheres” que foram gravadas em um CD que esta disponível para download.

Fonte: http://www.hiphopsemviolencia.org.br

Saiba mais:
Baixe aqui o disco inteiro:
http://www.4shared.com/file/190883105/63ef5782/Hip_Hop_Pela_No_Violncia_Contr.html

REDEH – Rede de Desenvolvimento Humano
Rua Álvaro Alvin, 21 – 16 andar – Centro – Rio de Janeiro – RJ – 20031-010
(21)2262.1704
(21)7874.7255
fabioacm@gmail.com

Sobre @enraizados

O Movimento Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros, marcadas pela exclusão social e pela falta de alternativas para os jovens, criado em meio ao fogo cruzado de policiais, milícias e bandidos. Lutamos pelo acesso a produção, à expressão e à valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O Hip Hop, o teatro, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a auto ajuda dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

Terceiro disco Tim Maia Racional chega às plataformas de streaming

O terceiro disco da trilogia, gravado entre 1975 e 1976, ficam disponíveis nas plataformas digitais …

2 comentários

  1. Muito boa a matéria, maravilhosa é a notícia…. Vamos baixar e divulgar essas musicas!!!! Bom saber que nós homens e mulheres da do movimento hip hop estamos evoluindo…

    Parabéns!!!

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here