Rap e cristianismo: Kadu MC fala sobre sua carreira para o #PortalEnraizados

Mano Kadu foi um dos primeiros caras que vi rimando em um evento de rap na Baixada Fluminense. É um cara que sempre tá na correria. Cria do bairro Cerâmica, em Nova Iguaçu, conheceu o Movimento Enraizados e passou a frequentar reuniões da organização. Também participou do projeto “Iguaçu Mesnil”, intercâmbio musical entre o Movimento Enraizados com a Talent et Developement, organização da cidade de Blanc-Mesnil, na França. Kadu se converteu ao cristianismo e, recentemente, lançou um EP chamado “Santificação”.

Confira a entrevista com o MC:

Conte como foi seu envolvimento com o rap…

Tinha muitos problemas em casa com meu pai e, pra tentar aliviar o peso que ficava em minha mente, eu fazia poesias falando de coisas que eu não tinha coragem de falar pra ele, até o dia em que passando as estações de rádio, eu ouvi uma voz familiar, era a do Léo da XIII, meu amigo de infância, em um programa que o Enraizados tinha, daí ele falou sobre umas reuniões que existiam, fui numa reunião dessas, levei minhas poesias, o pessoal gostou, me ensinou a usar esta minha arma e entrei no mundo do rap e nunca mais consegui sair. [Risos]

Você participou de um intercâmbio com artistas da França através do projeto Iguaçu-Mesnil, né? Como é ter uma música com outro MC cantando em outro idioma?

Sim, sim. Mano, foi da hora demais essa parada, porque até a base foi nossa e os caras se amarraram; e outra, comecei a descobrir, através da ideia dos caras, que não é só no país de terceiro mundo que existem problemas, em país de primeiro mundo também tem.

Kadu
Kadu no momento da gravação

Depende muito da denominação, na minha, que é a Assembléia de Deus, generalizando, existe sim um preconceito pelo pessoal mais antigo, eu até entendo, porque foi o que foi passado pra eles quando eram jovens, não podiam nem bater palmas, imagina fazer rap; [Risos] Mas isso vem sendo mudado, graças a Deus; e dança, cara, tambem sofre um certo preconceito mas acho que é menor que o Rap, mas em algumas outras denominações é tudo muito bem aceito o pessoal apoia bastante.

Rap gospel? Rap “do mundo”? Você acha que existe essa separação?

Acho que não, porque música é sentimento, e o sentimento é universal, mas hoje é inevitável que próprio público rotule a parada.

O EP “Santificação” é o seu trabalho mais recente, como ele foi concebido?

Assim, passei um tempo desviado dos caminhos de Deus, fazendo música “secular”, só que em abril de 2012, eu voltei e tinha que fazer uma parada pra marcar essa minha volta, daí surgiu o EP, que se você perceber, é literalmente um conversa com Deus, pedindo perdão pelas mancadas que dei, e pedindo que ele me use de exemplo pra outras pessoas.

Fazer Rap está se tornando popular na Baixada Fluminense; os cristãos estão envolvidos na consolidação dessa cena de rap na região? Você é convidado pra tocar nos eventos “de rua”?

Não estamos envolvidos em tudo, mas em certa parte estamos sim, depois que voltei pra igreja, não fui chamado pra nenhum evento “secular de rua”.

Já tem algum projeto futuro em mente? Parcerias? Músicas novas?

Sim, se Deus quiser, em Janeiro/Fevereiro, vou lançar a mixtape “Querido Deus”. Ainda estou fechando parcerias mas já cito nomes: Crente Crew e MC Loco-Motiva; parcerias nas produções, tambem, tipo, Laudz, Mr Break, NeguimBeats e Boonie Mayfield. As paradas estão evoluindo!

Kadu, valeu por esse bate-papo. Gostaria que deixasse uma mensagem aos leitores do Portal Enraizados.

Que Deus abençoe, antes, queria agradecer a Equipe do Enraizados pela oportunidade, espero que tenham gostado do bate-papo; vamos viver em unidade galera; e Jesus está voltando, volte pra Ele antes!

[+] Kadu no Facebook
[+]  Kadu no Twitter

Escute o EP Santificação:

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/playlists/6597667″ height=”200″ iframe=”true” /]

Sobre Marcão Baixada

Rapper, compositor e produtor. Take Back the Mic’s Hip Hop World Champion (2015). Curador e host do projeto Hip Hop Conhecimento.

Além disso, veja

Brisa Flow leva show de lançamento do álbum “Selvagem Como o Vento” para Niterói

A cantora, rapper e multi-instrumentista Brisa Flow se apresenta pela primeira vez em Niterói. O …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here