WSO, ganhador da batalha de freestyle

Sarau Poetas Compulsivos intégra gerações em Nova Iguaçu

No último sábado, dia 10 de agosto, aconteceu no Espaço Enraizados a primeira edição do Sarau Poetas Compulsivos, o evento contou com a presença de artistas e amantes da “palavra”, de diversas partes do Rio de Janeiro. Registramos a presença de pessoas de São Gonçalo, Niterói, Duque de Caxias, Belford Roxo, Campo Grande, entre outros lugares, para a felicidade dos organizadores.

Logo cedo foi chegando uma galera de peso, um dos primeiros a foi o André Lobão, do Rádio Tube, que gravou muitas cenas com a molecada do workshop de rap e com os integrantes do Movimento Enraizados, deve rolar um documentário.

Uma das características deste projeto é a diversidade de atividades ligadas a palavra. Nesta primeira edição, houve, além do workshop de rap, ministrado pelo rapper Léo da XIII e que contou com a participação de cerca de 15 jovens, a poesia da hora, o escambo literário, o SLAM Poetry, o open mic e a batalha de freestyle.

Gustavo ganhou uma blusa da QIX, foi sorteado na poesia da hora.Premiação

Uma atividade que chamou muito a atenção de todos e todas, foi a “poesia da hora”. A atividade deu trabalho para organizar, pois o mestre de cerimônias – que também era a função do Dudu de Morro Agudo – tinha que explicar com freqüência aos que chegavam no Espaço Enraizados, que os mesmos deveriam ir ao bar e solicitar uma poesia. Ninguém entendia muito bem o que era e para o que era. A ficha só caía quando o Átomo sorteava um número, daí quem não tinha corria pra conseguir o seu.

Quando a pessoa chegava no bar e solicitava uma poesia, o Samuca Azevedo entregava um cartão com um número e uma poesia no verso, de um dos poetas participantes do grupo Poetas Compulsivos no facebook. Com o  número a pessoa concorria a prêmios. Foram sete prêmios no total.

Audiovisual

Durante o evento aconteceu também o lançamento do documentário Enraizados Dans L’art, que mostra como foram as atividades do Movimento Enraizados na França, no mês passado. O documentário ainda não está finalizado. O Bruno Thomassin, cineasta responsável pela direção do documentário, preparou uma versão beta especialmente para o evento, mas em breve a versão final estará disponível.

Também foram exibidos dois videosclipes que os integrantes do Movimento Enraizados gravaram na França. O que chamou mais a atenção foi o clipe “A Mimi Tá Aí?”, que é um funk carioca.

O VJ Paulo China apresentou o teaser do documentário Praça do Skate, que provavelmente será exibido na íntegra na próxima edição do evento.

Familia unida na poesia: Marilia, Moduan Matus e SilSLAM Poetry

Pra começar a falar do SLAM Poetry, a frase ideal é: – Foi um sucesso total.
O formato foi muito legal, começou às 20:05 como previsto. O Dudu de Morro Agudo foi de mesa em mesa, perguntando quem queria participar e convencendo os que não queriam. Foram cerca de 30 participantes. Quem participava ganhava um ticket que dava direito a uma bebida grátis no bar.

Participaram poetas de todas as idades. Foi lindo ver toda a familia do poeta Moduan Matus recitando poesias. Poetas já consagrados na região como Ivone Landim, Marcio Rufino e Totó se destacaram como sempre, muitos MCs recitaram suas letras, como Lisa Castro, Ualax e WSO. Participaram também Zé Marcelo Zacchi (Casa Fluminense) e Luiz Carlos Dumontt (Coordenador do Movimento Enraizados).

Agora o Sarau acontecerá mensalmente, sempre no primeiro sábado do mês.

 

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

Ciclo de Extensão “Territórios e culturas: diálogos dos povos e comunidades tradicionais com as periferias urbanas no RJ”

O Ciclo propõe um diálogo de saberes entre as práticas e experiências dos chamados povos …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here