Série de videoclipes dará visibilidade a artistas e videomakers de Nova Iguaçu

Salve, galera! Tudo bem? Estamos nós, aqui, em mais uma humilde coluna. Esta semana eu venho falar de algo que tenho idealizado junto à Cristiane de Oliveira, na Agência #TudoNosso. Tem tudo a ver com a coluna, que mescla comunicação e tecnologia.

No próximo sábado, 9 de agosto, a Agência #TudoNosso lançará o #SmartClipe, projeto audiovisual que prevê uma série de videoclipes musicais gravados a partir de câmeras de smartphones, sob o olhar colaborativo de videomakers e aspirantes à produção de vídeo.

Na primeira temporada, serão dez videoclipes, dez artistas/grupos e até 30 videomakers de Nova Iguaçu, selecionados entre os dias 9 de agosto e 15 de setembro. O processo será democrático e permitirá que músicos independentes se inscrevam gratuitamente para concorrer a um #SmartClipe de sua música de trabalho.

O episódio “00” é o piloto e inspirador vídeo da música “Us Muleki é Zika”, captado no ano passado, sem maiores pretensões, no estúdio da Ibotirama Records, em São Paulo-SP. Conta com a participação dos rappers João Bazilio, Xando Official, Petter MC e Leonardo Barreto (Léo da XIII). As imagens foram captadas por WF Martins e Lii Oliveira. Direção de Petter Oliveira. A música foi gravada no “Dia da Rima 2013” e pode ser escutada no link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=9cKaGvsOZKE&list=UUYHSK7GUfqYzbXFH1WN571w

O projeto também pretende dar aquele “empurrãozinho” aos fãs de audiovisual, que nunca produziram vídeos para a internet e são desencorajados pela escassez de “ferramentas adequadas” ou pouca habilidade para lidar com elas . Serão selecionados até três videomakers por #SmartClipe. Todos os candidatos passarão por um processo seletivo e se comprometerão com o seminário de formação e treinamento.

A linguagem deverá ser livre, abrindo brechas à criatividade e ao imaginário artístico dos participantes. Não haverá roteiro. Tudo precisa ser captado da maneira mais espontânea possível, definindo apenas locais, horários e datas de gravação. Mas claro, as equipes de videomakers definirão entre si uma narrativa para o clipe, com base na música e/ou locação.

A edição receberá um toque bem pessoal, com prevalência de corte seco e pouco – ou nenhum – efeito de pós produção nas imagens. O objetivo é fazer com que a pouca qualidade técnica da captação com smartphones seja conceitual, poética, e não um erro.

Te interessou? Quer ficar por dentro de todos os detalhes? Acesse o link do evento de lançamento no Facebook e não perca uma vírgula sobre: https://www.facebook.com/events/754866661237730/?ref=ts&fref=ts

Sobre @PetterMC

Rapper, jornalista, pesquisador e videomaker. Head na Agência #TudoNosso e tutor de projetos de comunicação na Agência de Redes para Juventude. Escreve sua coluna no #PortalEnraizados todas as quartas.

Além disso, veja

Um mês sem curtir, e aí?

Não mais gente mutilada. Não mais gatinhos sendo maltratados. Não mais acidentes fatais envolvendo motociclistas - o que me perturba muito!

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here