quinta-feira, 18 abril, 2024
Cena do clipe

MCs do Enraizados gravam clipe de “Funk Carioca” : A Mimi Tá Aí?

Os MCs Dudu de Morro Agudo e Marcão Baixada, gravaram um “funk carioca” junto com o cineasta Bruno Thomassin e do ator Luiz Carlos Dumontt. A música e o vídeo foram gravados na França, durante turnê do coletivo de rap #ComboIO.

A música já deu muito o que falar na internet, o motivo do burburinho é que a maioria dos “críticos” não fazem idéia do motivo que levou a galera que marcou sua trajetória através do rap, derrepente gravar um funk e investir tempo para gravar um videoclipe com uma estética totalmente diferente de tudo o que se vê por aí.

Calma galera, os caras não enlouqueceram, assista ao vídeoclipe com mais calma, preste atenção nos detalhes, fique esperto(a), porque os protestos continuam fortes nas entrelinhas, a letra curta é contundente e a metáfora é para poucos.

#FicaADica: Fatos reais, que realmente aconteceram, de verdade, no momento em que o Brasil parou!!!

BAIXE AQUI!!!

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=MGCnEDN725Q’]

Direção e Edição: Bruno Thomassin
Composição: Dudu de Morro Agudo, Luiz Carlos Dumontt, Marcão Baixada e Bruno Thomassin
Gravação: Dudu de Morro Agudo
Realização: Movimento Enraizados & La Casa Loca

 

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

GB Montsho: Reflexões sobre educação clandestina e formação política no RapLab

O texto apresenta a trajetória de Gabriel, também conhecido como GB Montsho, desde sua entrada no RapLab aos 15 anos de idade até os dias atuais, aos 23 anos. Morador de Nova Iguaçu e atualmente em Anchieta, GB é estudante de Letras na UFRRJ e ativo no movimento estudantil e movimento negro. Sua participação assídua no RapLab o tornou uma figura central na pesquisa do autor, destacando-se por sua contribuição e engajamento na cena do hip-hop. Através desta conversa, GB compartilha suas experiências, reflexões sobre temas como luta de classes, educação clandestina e a importância do RapLab como espaço de aprendizado e expressão.

01 comentário

  1. Show de bola, me acabei de rir no trabalho, estava com o fone e ninguém entendeu nada.kkkkkkkkk

Deixe um comentário