Ministério da Cultura começa a regularizar desembolsos do Programa Cultura Viva

O Ministério da Cultura inicia nesta terça-feira (15) o pagamento de pendências relativas aos Pontos de Cultura conveniados diretamente com o ministério e que estejam com suas contas aprovadas. O pagamento total da modalidade será realizado ao longo do mês de março. Com isto, o MinC dispara o processo de regularização de seus dispêndios com o Programa Cultura Viva.

Também em março, o MinC começa a quitar dívidas com redes de Pontos de Cultura estabelecidas por convênios com estados e prefeituras. No caso de São Paulo, R$ 3 milhões serão desembolsados em março; uma parcela maior será destinada, em abril, ao custeio de despesas de capital, conforme acordado com os Pontos de Cultura do Estado. O restante das verbas será alocado entre maio e novembro.

Os pagamentos das redes de Pontos de Cultura de Estados e municípios estão sendo negociados diretamente com as respectivas secretarias de cultura. Esses pagamentos serão precedidos da revisão de planos de trabalho e dos aditivos contratuais. O MinC confirma, também, o adimplemento de restos a pagar de 2010 relativos a esses grupos.

O Ministério informa ainda que, por meio da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural – com o Programa Cultura Viva, atualmente lotado na Secretaria da Cidadania Cultural – , está estruturando o assessoramento regional aos Pontos de Cultura.

Tuxauas
A totalização do desembolso devido aos participantes do edital Tuxaua 2009 será realizada igualmente em março. Tais restos a pagar são relativos à parcela de 2010 deste edital.

Os pagamentos em aberto de todos os demais prêmios e editais terão sua regularização iniciada a partir de maio – caso do Tuxaua 2010, Economia Viva, Pontos de Mídia Livre, Pontinhos de Cultura, Cultura e Saúde, Cultura Digital 2010, Areté, Agente Escola Viva, Agente Cultura Viva e Prêmio Asas I e II.

Mais informações pelos telefones:
61-2024-2936
61-2024-2945

Fonte: http://www.cultura.gov.br/site/2011/03/14/normalizacao-de-pagamentos/

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

DJ Dorgo

DJ Dorgo se apresentará domingo (10), ao lado de grandes nomes do rap, em prol das vítimas das enchentes da Baixada Fluminense

Na última sexta-feria (01) uma tempestade colocou toda a Baixada Fluminense em estado de alerta, …

01 comentário

  1. Troca de governo é desse jeito, as organizações de base ficam a ver navios até que se acertem, mas isso as vezes custa um acúmulo de dívidas que as vezes levam as instituições a fecharem as portas.

    E esse post veio a calhar, por ser na semana em que o assunto em pauta é a grana – cerca de R$1,5 milhão – que a Maria Bethania aprovou na Rouanet e certamente vai aprovar esse projeto em alguma empresa multinacional porque causa do nome famoso dela. Mas isso até que eu não acho errado, o foda é que essa grana toda é pra fazer um blog, aí tá de sacanagem né?? Tá querendo zoar com a cara da cultura brasileira e dos cidadãos contribuintes.

Deixe um comentário