Ministério da Cultura começa a regularizar desembolsos do Programa Cultura Viva

O Ministério da Cultura inicia nesta terça-feira (15) o pagamento de pendências relativas aos Pontos de Cultura conveniados diretamente com o ministério e que estejam com suas contas aprovadas. O pagamento total da modalidade será realizado ao longo do mês de março. Com isto, o MinC dispara o processo de regularização de seus dispêndios com o Programa Cultura Viva.

Também em março, o MinC começa a quitar dívidas com redes de Pontos de Cultura estabelecidas por convênios com estados e prefeituras. No caso de São Paulo, R$ 3 milhões serão desembolsados em março; uma parcela maior será destinada, em abril, ao custeio de despesas de capital, conforme acordado com os Pontos de Cultura do Estado. O restante das verbas será alocado entre maio e novembro.

Os pagamentos das redes de Pontos de Cultura de Estados e municípios estão sendo negociados diretamente com as respectivas secretarias de cultura. Esses pagamentos serão precedidos da revisão de planos de trabalho e dos aditivos contratuais. O MinC confirma, também, o adimplemento de restos a pagar de 2010 relativos a esses grupos.

O Ministério informa ainda que, por meio da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural – com o Programa Cultura Viva, atualmente lotado na Secretaria da Cidadania Cultural – , está estruturando o assessoramento regional aos Pontos de Cultura.

Tuxauas
A totalização do desembolso devido aos participantes do edital Tuxaua 2009 será realizada igualmente em março. Tais restos a pagar são relativos à parcela de 2010 deste edital.

Os pagamentos em aberto de todos os demais prêmios e editais terão sua regularização iniciada a partir de maio – caso do Tuxaua 2010, Economia Viva, Pontos de Mídia Livre, Pontinhos de Cultura, Cultura e Saúde, Cultura Digital 2010, Areté, Agente Escola Viva, Agente Cultura Viva e Prêmio Asas I e II.

Mais informações pelos telefones:
61-2024-2936
61-2024-2945

Fonte: http://www.cultura.gov.br/site/2011/03/14/normalizacao-de-pagamentos/

Sobre Instituto Enraizados

O Instituto Enraizados é uma organização de hip hop, nossa "rede" integra hoje 17 organizações que compartilham conhecimento, capacitação e articulação para militância cultural nas periferias dos grandes centros. Lutamos pelo acesso a produção, a expressão e a valorização das diferentes manifestações culturais, fortalecendo o ativismo cultural e o protagonismo juvenil. O hip hop, o audiovisual, as rádios comunitárias e a produção de mídias são elementos que formam e fortalecem a ajuda mútua dos jovens envolvidos.

Além disso, veja

FML

Caminhos do Graffiti: FML disponibiliza curso gratuito de graffiti para iniciantes

O grafiteiro FML, conhecido pelo seu trabalho na área da saúde mental, vai disponibilizar gratuitamente …

01 comentário

  1. Troca de governo é desse jeito, as organizações de base ficam a ver navios até que se acertem, mas isso as vezes custa um acúmulo de dívidas que as vezes levam as instituições a fecharem as portas.

    E esse post veio a calhar, por ser na semana em que o assunto em pauta é a grana – cerca de R$1,5 milhão – que a Maria Bethania aprovou na Rouanet e certamente vai aprovar esse projeto em alguma empresa multinacional porque causa do nome famoso dela. Mas isso até que eu não acho errado, o foda é que essa grana toda é pra fazer um blog, aí tá de sacanagem né?? Tá querendo zoar com a cara da cultura brasileira e dos cidadãos contribuintes.

Deixe um comentário