All you need is love

Eu tava passeando pela internet e encontrei a matéria abaixo no site da MTV, como eu não conhecia, achei que outras pessoas também poderiam não conhecer, por isso publiquei aqui. Boa leitura.

Sérgio é um garoto que sozinho anda pelas ruas de uma cidade hostil e ainda desconhecida. Em uma espécie de ritual de iniciação, precisa acertar sua primeira vitima para ganhar o respeito de seus colegas mais velhos. Localizado o alvo, Sérgio fica escondido aguardando em meio ao cenário urbano da cidade de São Paulo. Quando sua vitima finalmente aparece, aponta sua arma e se prepara para puxar o gatilho… Porém o plano muda quando, descoberto por dois seguranças, foge apavorado. Durante essa corrida nos damos conta que o verdadeiro ‘alvo’ do filme são questões como a incoerência entre a aparência e as múltiplas camadas da realidade.

Acompanhada pelo ritmo da trilha sonora original inspirada no famoso leitmotiv dos Beatles, esta fábula urbana que rima em rap sem gritar, que toca questões como o preconceito de forma poética e leve, nos lembra mais uma vez que nem sempre tudo é o que parece ser.

Para compor o elenco de atores, estão alguns entre os mais reconhecidos MCs e rappers paulistanos, que também compuseram para o filme uma música original baseada em All you need is love dos Beatles. Toda a trilha sonora do filme é original e foi gravada usando unicamente as vozes dos atores / MCs.

Além de Sandrão do grupo RZO, participaram Z’África Brasil, Sombra, Bing Man, Fabiano Protagonista, Grilo13, Vinão Alobrasil, Chicão e Zulu SoulJha, entre outros.

A direção é do film-maker Wagner Depintor, especializado em produções, cujo interesse principal é a abordagem, de forma contemporânea e nunca moralista, de assuntos “quentes” da atualidade: as questões das minorias, do centro e da periferia, e do preconceito.

Para tanto, o diretor, acredita no poder das mídias digitais e nas possibilidades que estas permitem em termos de democratização.
Como parte do cenário das gravações, está o casarão da Rua Caio Prado, tombado pelo patrimônio histórico e o Instituto Tomie Ohtake.

Fonte: MTV

Sobre Dudu de Morro Agudo

Rapper, escritor e empreendedor social. Um perito em transformar sonhos em realidade.

Além disso, veja

FML: As histórias do hip hop da Baixada Fluminense

Eu me chamo Fagner Medeiros de Lima, e no graffiti eu assino FML, porque na …

2 comentários

  1. Caraca, maneirasso o bagulho. T^o na sede de ver esse bagulho, eu também não tinha conhecimento deste projeto.

    Massa!

  2. Iniciativa muito legal! Também não sabia desse projeto não… Muito louco!

Deixe um comentário