quinta-feira, 30 maio, 2024

Alunos da UFRJ destacam Dudu de Morro Agudo e Instituto Enraizados em Semana de Iniciação Científica.

Na última segunda-feira (08), durante a Semana de Iniciação Científica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os estudantes orientandos da professora Dra. Adriana Facina surpreenderam ao elegerem Dudu de Morro Agudo e o Instituto Enraizados como temas centrais de suas apresentações.

Essa escolha revelou uma abordagem inovadora e relevante, destacando iniciativas locais e personalidades que frequentemente não recebem o devido reconhecimento acadêmico.

A professora Facina destacou o profundo envolvimento dos alunos com o tema após uma entrevista com Dudu de Morro Agudo, que, segundo ela, “os tocou profundamente”. Essa conexão pessoal certamente se refletiu na qualidade e paixão evidente em suas apresentações.

Ana Laura e Matheus

Entre os estudantes envolvidos estão Matheus, graduando em História da Arte na UFRJ, seminarista na Baixada Fluminense, e que tem uma história profundamente enraizada em questões sociais e religiosas. Originário de Caxias, desde cedo esteve envolvido com os movimentos de base da igreja e a teologia da libertação; e Ana Laura, moradora de Copacabana e que traz uma experiência como dançarina urbana de break dance.

O envolvimento de Matheus e Ana Laura ilustra a diversidade de perspectivas que contribuem para uma compreensão mais completa e inclusiva das iniciativas artísticas e comunitárias lideradas por Dudu de Morro Agudo e o Instituto Enraizados. Essa variedade de vozes é fundamental para a construção de narrativas autênticas e representativas das complexidades sociais e culturais do Rio de Janeiro e além.

A apresentação dos alunos sublinha a importância do engajamento comunitário e da valorização da cultura local como pilares fundamentais para a transformação social. Ao destacar esses aspectos, os estudantes não só reconhecem o impacto positivo dessas iniciativas na comunidade, mas também ressaltam a necessidade de fortalecer e apoiar atividades que promovam o empoderamento e a inclusão social.

Essa reflexão ampliada sobre a apresentação dos alunos nos leva a considerar não apenas a importância do reconhecimento e apoio a iniciativas como estas, mas também nos instiga a pensar em como podemos todos contribuir para fortalecer e ampliar essas redes de engajamento comunitário e valorização da cultura local em prol de uma sociedade mais justa e inclusiva.

Sobre Nala Zuri

Nala Zuri Kenyatta é conhecida por seu estilo descontraído, mas sempre carrega consigo uma seriedade apaixonada pela missão de comunicar. Sua abordagem equilibrada entre a alegria e a seriedade a torna uma comunicadora eficaz, capaz de transmitir mensagens profundas de uma maneira acessível.

Deixe um comentário