Cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada…

Esta semana, ao encontrar com um amigo na Zona Sul do Rio de Janeiro, me dei conta do quanto meu “black” tem influenciado na minha vida social.

Estávamos eu e marido caminhando pelo Jardim Botânico quando nossos caminhos se cruzaram com um pequeno grupo. Juntos éramos seis indivíduos e algumas variações estéticas! Diante do reencontro, após os devidos cumprimentos, o “black” imponente de um deles me chamou a atenção. E enquanto todos conversavam entre si sobre várias coisas ao mesmo tempo como uma sinfonia desencontrada, eu, aproveitando uma brecha, “encurralei” aquela espécime na parede e indaguei: como você faz pra dar volume ao seu blackpower?

Foram alguns minutos de conversa sobre cabelos até que eu percebesse que havia de certo modo impedido o menino de interagir com os demais, enquanto tentava arrancar dele os seus segredos capilares. Me desculpei com um leve tom de constrangimento e segui adiante, afinal, trocadas algumas dicas ele também saiu ganhando. Rs.

De vez em quando, ao caminhar pela rua, percebo um olhar ou outro de inquietação sobre os meus curtos cachos. Adoraria pausar a vida por alguns minutos para contar algumas “pérolas” de ser uma cacheada! Mas mesmo que ninguém tenha me parado pelas ruas para me perguntar como é ter – ou pelo menos tentar – um blackpower, eu resolvi deixar aqui algumas dicas de boa convivência social para amigos e amigas de meninos e maninas blackpower:

1 A primeira coisa que você precisa saber sobre seres cacheados é: NUNCA, NUNCA COLOQUE SUAS MÃOS NOS CACHOS DE OUTREM. Essa é considerada uma falta gravíssima, por isso, meu caro leitor, não se arrisque!

2 – Entenda que “moldar” um blackpower quase nunca é tarefa fácil, então, lembre-se que vovó já dizia: veja com os olhos e não com as mãos.

3 – Sim, nós lavamos os cabelos e volume não significa piolho. Affs!

4 – Assumir os cachos nem sempre significa não usufruir de benefícios químicos – cada caso é um caso.

5 – No caso de uma menina ou de um menino mais vaidoso, escolher entre chegar no horário no compromisso de mototáxi e capacete, ou não, entenda: vamos nos atrasar. Mas salvamos o black!

6 –  E por último, mas não menos importante: A GENTE NÃO ALISA PORQUE NÃO QUER!!!

No mais, desejo imensamente que um dia possamos conviver melhor com nossas diferenças, estéticas, físicas e culturais. E pra você, “parcêragi” cabeluda, segue abaixo uma super receitinha de gel de linhaça que hidrata e define cachos magicamente e custa quase nada!

> Misture uma colher de sopa de semente de linhaça com um copo de água filtrada, coloque em fogo alto e deixe por cinco minutos. Quando ferver, coe imediatamente e separe apenas com a parte líquida, que será usada como o gel. Espere esfriar.

Como usar o gel de linhaça

Após lavar os cabelos, aplique o gel de linhaça nos fios ainda molhados. Retire o excesso com uma toalha de papel apertando os cachos para que fiquem bem modelados.  Para ajudar a conter o frizz, uma dica é aplicar um leave-in antes de usar o gel.

Vale lembrar que o gel deve ser guardado em um recipiente de vidro fechado e dentro da geladeira. Evite fazer em grande quantidade para que não estrague.

 

Sobre Cristiane de Oliveira

Produtora Cultural, Head na Agência #TudoNosso, CupCake Designer na CupCake da Cris, mãe, mulher, escorpiana e absolutamente mutante nesse mundo de imperfeições.

Além disso, veja

Quanto vale o show?

Sexta feira (03/10), eu e marido embarcamos a trabalho rumo a "Terra da Garoa". Isso mesmo, a terra que, segundo as músicas, não tem amor. Embarcamos felizes e entusiasmados no Rio de Janeiro, com reservas para retorno no domingo, a tempo de irmos as Urnas cumprir nosso papel cidadão. Até aí tudo bem...

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here