sexta-feira, 23 fevereiro, 2024
studantes de Licenciatura Podem Participar de Intercâmbio de 15 Dias na Universidade Pedagógica de Maputo, em Moçambique
studantes de Licenciatura Podem Participar de Intercâmbio de 15 Dias na Universidade Pedagógica de Maputo, em Moçambique

Oportunidade Única: Estudantes de Licenciatura Podem Participar de Intercâmbio de 15 Dias na Universidade Pedagógica de Maputo, em Moçambique

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Ministério da Igualdade Racial (MIR) anunciaram a abertura da primeira seleção do “Caminhos Amefricanos: Programa de Intercâmbios Sul-Sul”. Destinado a até 50 estudantes quilombolas ou autodeclarados pretos ou pardos, matriculados em licenciaturas a partir do 5° semestre e vinculados a Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas ou grupos correlatos, o programa oferece a oportunidade única de participar de um intercâmbio de 15 dias na Universidade Pedagógica de Maputo (UP – Maputo).

As candidaturas estão abertas até às 17h de 4 de janeiro de 2024, pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes). A iniciativa visa não apenas proporcionar uma experiência enriquecedora no exterior, mas também contribuir ativamente para o combate ao racismo e a promoção da igualdade racial no Brasil.

Antes da viagem, os selecionados participarão de um curso online de 40 horas sobre História e Cultura Afro-brasileira e Moçambicana. Durante a estadia em Moçambique, os participantes deverão elaborar um relatório das atividades realizadas na UP – Maputo, apresentando também um artigo, evento acadêmico ou relato de experiência decorrente do programa.

O apoio financeiro, de responsabilidade do MIR, inclui valores para diárias, passagens aéreas, auxílio seguro-saúde, emissão de passaporte e visto de entrada em Moçambique. Detalhes adicionais podem ser encontrados no Edital Conjunto nº 34/2023, disponível no Diário Oficial da União e no site da CAPES.

O “Caminhos Amefricanos” visa estimular a troca de conhecimentos, experiências e políticas públicas, contribuindo para o combate ao racismo e para a educação das relações étnico-raciais. Além disso, a iniciativa fortalecerá a formação inicial e continuada de educadores na perspectiva da Educação das Relações Étnico-Raciais.

Essa é uma oportunidade ímpar para os estudantes que desejam vivenciar uma experiência internacional enriquecedora e contribuir ativamente para a promoção da igualdade racial no Brasil.

Para mais informações acesse: https://www.gov.br/capes/pt-br/assuntos/noticias/capes-abre-selecao-para-intercambio-em-mocambique

Sobre Nala Zuri

Nala Zuri Kenyatta é conhecida por seu estilo descontraído, mas sempre carrega consigo uma seriedade apaixonada pela missão de comunicar. Sua abordagem equilibrada entre a alegria e a seriedade a torna uma comunicadora eficaz, capaz de transmitir mensagens profundas de uma maneira acessível.

Deixe um comentário