Paixão pelo futebol

Não adianta argumentos, eles são muitos e verdadeiros. O argumento da minha esposa é que a gente (eu e meu filho) enche o bolso dos jogadores de dinheiro, isso não deixa de ser verdade.

Mas só quem é “torcedor” ou “amante do futebol” pra entender. O Brasil é o país do futebol, todo moleque da periferia sonhou ser um jogador, eu sonhei, cheguei a fazer duas peneiras, uma na Portuguesa, no terrão próximo do Canindé e no Santos F.C. no Areião onde hoje é o CT Rei Pelé. Não deu pra mim, mas na várzea fiz meus gols, era um centroavante (no campo) e frente (na quadra), joguei por alguns times do Itaim Paulista como o Força Jovem (do Jd Olga – Campo) e CAMPARI (também do Jd Olga – salão). Fiz meus gols…

Diziam que eu era ruim, que era “cagada”, mas sempre rolava um gol. Hoje meu filho treina na escolinha de futebol “Meninos da Vila” no Bairro do Limão e “sonha”… ele e mais um milhão de meninos. Evandro tem 14 anos… é bom de bola, sei que sou suspeito, mais ele é bom.

Peneira até aqui ele fez uma na Portuguesa, segundo o Evandro os avaliadores mal olharam o jogo, ficaram conversando. Os pais não podiam assistir (até ai entendo, pai e mãe tem uns sem noção). Mas não olhar a PENEIRA com atenção é brincar com o sonho (quase um comércio) desses meninos, será por isso que mesmo sendo um dos times mais procurados e tradicionais em PENEIRA, acaba de cair pra Série C ? Tem a ver isso….. ou tô falando besteira. Não que vá surgir um novo DENER, mais com tanta peneira, time caindo pra C.

Porque pra mim o VALDÍVIA é MITO. Pode falar o que quiser, que é chinelinho, isso, aquilo.

Mas como explicar o efeito PALMEIRAS CAMPEÃO PAULISTA 2008 (meu filho com 8 anos), um título que pouco vale, mas foi esse campeonato e esse título que selou de vez o amor do meu filho pelo Palmeiras, imagina a chance dele torcer pra um dos três rivais, todos eles tiveram ótimas fases na infância do meu filho e ele torce pro mesmo time que eu, obrigado eternamente Valdívia.

Meu filho acompanha futebol e elogia rival (proibido isso no meu tempo), mas ele é fã do Santos de Neymar e agora Robinho, ainda mais treinando na escolinha do Santos… Elogia o Corinthians do Tite, campeão do mundo em 2012, e o São Paulo de Ganso, Kaka e Alan Kardec que ele gosta muito…….
Ele entende de futebol e separa a lógica do coração.

Eu sou do tempo que mesmo caindo as quedas, nunca falar publicamente que o rival é melhor.
Mas de boa, meu filho aprendeu comigo que “RIVAL NÃO É INIMIGO”, violência física nunca.

Levo meu filho nos jogos do Palmeiras apreensivo. Ainda tem brigas e mortes por conta do futebol, uma dia quem sabe, estádio vai ser programa família.
Até lá…

Nem vou falar hoje de futebol de várzea a fundo, deixa pra coluna da semana que vem.

Sobre Alessandro Buzo

Alessandro Buzo tem 42 anos, nascido e criado no Itaim Paulista, extremo da zona leste de São Paulo. Vida comum de periférico, trabalhando pra sobreviver desde os 13 anos de idade. No ano de 2000, lançou independente o livro , O TREM - BASEADO EM FATOS REAIS. (500 exemplares) A partir daí mudou sua trajetória........ Hoje, Alessandro Buzo é..... Autor de 11 livros, entre eles Guerreira, Hip Hop - Dentro do Movimento.... Lançou em 2014 .... Favela Toma Conta 2 - A Literatura e o Hip Hop Tranformaram Minha Vida. Organizador de 7 coletâneas literárias, 5 vol. do Pelas Periferias do Brasil e 2 Vol. do Poetas do Sarau Suburbano. Diretor (junto com Toni Nogueira) do filme Profissão MC (ficção, 2009, 52 min), disponível no YOUTUBE , traz no elenco Criolo Doido, Da Antiga, Dj Dan Dan, Rappin Hood e grande elenco. Fez o quadro Buzão - Circular Periférico por 3 anos no Programa Manos e Minas da TV Cultura. De setembro de 2011 à setembro de 2014, apresentou o quadro SP CULTURA no Jornal SPTV 1a edição da Rede Globo, quadro semanal com a cultura da periferia. Pai do Evandro Borges (14 anos) e casado a 16 anos com Marilda Borges que além de esposa é minha produtora e fotografa. Organiza a coletânea literária "Pelas Periferias do Brasil", já foram 4 volumes. Apresenta o quadro "Buzão - Circular Periferico", no Programa Manos e Minas da TV Cultura. É proprietário da "Livraria Suburbano Convicto" no Bixiga em SP (Rua 13 de Maio, 70 - 2o and), única do país, especializada em Literatura Marginal. Diretor (junto com Toni Nogueira) do filme "Profissão MC" (ficção, 52 min). Ganhou 2 vezes o Prêmio Hutúz (2007 e 2008) na categoria "Ciência e Conhecimento". A partir de agosto, inaugurou o "Espaço Suburbano Convicto" no Itaim Paulista (Extremo Leste de SP), com Biblioteca, Sarau, cinema e 6 oficinas culturais. No mesmo bairro, idealiza e realiza desde 2004 o tradicional evento de Hip Hop "Favela Toma Conta", que sempre foi gratuíto em suas 22 edições já realizadas, apresenta ainda os eventos "Suburbano no Centro", "Encontro com o Autor" e "Suburbano em Debate". Atualiza diversos BLOG´s e todos podem ser acessados via site: www.buzo.com.br Além disso é palmeirense e sempre será um "Suburbano Convicto"

Além disso, veja

Falta de respeito e calote

Em nome de uma amizade tomei um calote de R$1.200,00 da prefeitura de Poá-SP, mas esse foi o último da minha vida.

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here