#RapLAB: Lançada hoje a versão final da música ‘Rio 2017’

A música “Rio 2017” foi composta e gravada coletivamente durante o workshop #RapLAB, especialmente para o 7º Fórum Rio, que aconteceu na Arena Jovelina Pérola Negra, no dia 02 de abril de 2016.

Cerca de 10 jovens se reuniram para pensar um Rio pós Olímpico, isto é, “Como estará o Rio de Janeiro em 2017?” e a partir daí criar uma música. A ideia inicial era reunir os jovens em dois encontros para composição e gravação, contudo o tema foi tão interessante que eles resolveram fazer mais dois encontros para terminar a música.

 

A próxima empreitada do #RapLAB é compor uma música alertando para os perigos do Aedes Aegipty, o encontro será realizado na Arena Jovelina, na Pavuna, no dia 19 de abril, às 17 horas. Os(as) interessados(as) podem se inscrever preenchendo este formulário: https://pt.surveymonkey.com/r/J2HZKMV

 

RIO 2017

Na Baixada há decadência No transporte
esquecimento já é natural na Zona “Morte”
O caos impera e pra gente ninguém liga
juventude perturbada não sabe se é Dandara ou Frida. Sofrida.

Às quatro a Dona Maria no Japeri
Vida corrida. Trampar ou sorrir?
UPP tá aí, temos que discutir.

Veio proteger ou pra tirar minha vida
A polícia esculacha sem dó, e o pior, o B.O.
Tem gente que duvida.

O boyzinho tá na praia sob o sol do Saara
[Enquanto] os homens me param com o cano na cara
Lembra o fato? 174. Retrato. Central.

Candelária, Nova Iguaçu, Vigário Geral

Um Rio desigual entre o ódio e o amor
2017 aqui NADA MUDOU.

Nada mudou, sangue na viela
mais uma morte, choro na favela.
A ambulância não socorreu
não resistiu, ele faleceu.

Desde menor acostumado
caricatura, retrato-falado
realidade diferente da TV
não é o que eles mostram pra você
difícil crescer entre monstros, fazendo o bem,
e não se corromper.

Político rouba merenda
ser condenado é lenda.
Segurança é maior caô
Os canas batem em professor.

E aê doutor engravatado
anda de carro importado
rouba o dinheiro do povo
e eu pego o busão lotado.

Chega!!! Não vou mais me omitir
vou cuspir tudo o que eu guardo
cês vão ter que me engolir.

A primeira parte desta música foi composta no dia 22 de março de 2016 por Inbute, Léo da XIII, Soneca, Baltar, Torrxs, Oreo, 15 e Dudu de Morro Agudo; e gravada no dia 29 de março de 2016 por Inbute, Léo da XIII, Soneca, Baltar, Oreo, 15, Marcão Baixada, Ruiva, Olem X e Einstein NRC.

A segunda parte composta no dia 05 de abril por Inbute, 15, Marcão, Léo da XIII e Ruiva; e gravada no dia 12 de abril por Oreo, Inbute, 15, Marcão Baixada, Olem X e Ruiva.

Beat: Gustavo Baltar.
Gravação: Marcão Baixada e DMA
Mix e Master: DMA

Sobre Hulle Brasil

Hulle Brasil é uma startap que potencializa artistas e trabalha com base em três pilares: TERRITÓRIO, ETNIA & GÊNERO. Aqui no Portal Enraizados, nossa equipe gera conteúdo a partir destes pilares.

Além disso, veja

Delatores VS Delatados: Mero Filmes lança novo videoclipe do rapper Dudu de Morro Agudo

Dudu de Morro Agudo é rapper da velha escola do hip hop do Rio de …

Deixe um comentário

Paste your AdWords Remarketing code here